02/09/2004

Gregori Alexandrovich Potemkine (1739-1791)

O nosso amigo Potemkine estudou na Univerdade de Moscovo e entrou posteriormente para o exército russo, onde iria construir a sua carreira e chegar a comandante supremo.



Teve um papel distinto na primeira guerra contra o Império Otomano, que tinha entrado em declínio já na segunda metade do século XVII, tornando-se favorito de Catarina II em 1774 e conde em 1776.



Potemkine anbicionava o desmantelamento do Império Otomano e o estabelecimento de um Cristão no seu lugar. Desempenhou igualmente um papel relevante na anexação da Crimeia, em 1783, tendo então sido nomeado governador da nova província.

E assim chegamos ao ponto principal desta prosa: reza a lenda que foi precisamente no desempenho dessa função que, aquando da visita de Catarina II, para a impressionar e dar a ideia de paz e prosperidade, construiu inúmeras casas de fachada, coisa feita em grande escala, aldeias inteiras de casas com imponentes fachadas... mas só isso: por detrás delas nada havia! Nasceu daqui a expressão "aldeias de Potemkine".

Possivelmente não passa disso mesmo, de uma lenda; não há evidências que a suportem, nem indícios que a sustentem, dada a competência repetidamente evidenciada por Potemkine, nada compatível com semelhantes artimanhas. Mas uma coisa é certa: da fama o nosso homem não se livra...