29/10/2004

Ordem de Malta - 6

O título não está completamente correcto, porque vou aproveitar a deixa do último post (a perda da Ilha de Malta para os franceses) para uma pequena deriva histórica. É que, tomada a Ilha de Malta em 1798, os franceses não lograram permanecer por lá muito tempo. Os locais não morriam de amores por eles e vai daí pediram ajuda aos ingleses. Lá como cá (ver posts que correm em paralelo sobre as Invasões Francesas) os britânicos estavam disponíveis para sovar os gauleses, pelo que no ano seguinte as tropas inglesas, lideradas por Horatio Nelson (1758-1805), os puseram a andar de Malta, que passou então a ser o Quartel-General da frota britânica do Mediterrâneo.


Horatio Nelson

Vale a pena referir em breves palavras a vida militar de Horatio Nelson (Lord Nelson). Depois de ter atingido o posto de Capitão aos 20 anos, voltou aos mares aquando do envolvimento dos ingleses nas invasões francesas, isto em 1793. Viria a perder a vista direita em 1794 na Batalha de Calvi, Córsega, e o braço direito na Batalha de Santa Cruz de Tenerife, em 1797. Aquilo que restou dele foi o suficiente para ir infligindo sucessivas derrotas aos seus adversários. Venceu os espanhóis no Cabo Vicente em 1797 e os franceses na Batalha do Nilo, em 1798.


Batalha do Cabo Vicente

Dizimou depois a frota dinamarquesa na Batalha de Copenhaga, em 1801, e derrotou a Invencível Armada na Batalha de Trafalgar, em 1805, onde faleceria atingido pelo fogo inimigo.

Batalha de Trafalgar
Batalha de Copenhaga


Links

http://www.admiralnelson.org/
http://www.bbc.co.uk/history/historic_figures/nelson_horatio.shtml
http://www.royal-navy.mod.uk/static/pages/3524.html

continua