25/11/2004

Músicos #2: Myra Hess (1890-1965)

Os intérpretes estiveram até agora ausentes do desNorte, algo que carecia de ser rapidamente corrigido. Aproveito então o 39º aniversário do falecimento da extraordinária pianista inglesa Myra Hess, que hoje se assinala, para começar a colmatar essa falha.


Myra Hess

Nascida em Londres a 25 de Fevereiro de 1890, aos 5 anos já tocava os primeiros acordes no piano, aos 7 estudava na Guildhall School of Music
, passando posteriormente para a Royal Academy of Music, onde foi aluna de Tobias Matthay.

A estreia aconteceu em Londres em 1907, tinha Myra Hess 17 anos, com Thomas Beecham (1879-1961) à frente da orquestra. A obra escolhida foi o Concerto para Piano Nº4 de Ludwig van Beethoven (1770-1827).

Aos 18 anos escreveu um ensaio a que chamou Como tocar Beethoven, o que surpreendeu os meios musicais londrinos, não habituados a semelhantes audácias juvenis...

Houve dois momentos cruciais que catapultaram a sua carreira: em Fevereiro de 1912 interpretou o Concerto para Piano de Schumann em Amesterdão, com a Concertgebouw Orchestra dirigida por Willem Mengelberg (1871-1951), e em 1922 deu o seu primeiro concerto em Nova Iorque, que resultou num sucesso estrondoso.

O seu repertório, inicialmente muito vasto, foi reduzido ao longo do tempo, acabando por se concentrar num pequeno número de compositores, entre os quais Beethoven, Mozart e Schumann. As suas interpretações de Schumann foram particularmente apreciadas, e hoje temos a felicidade de as poder saborear através de algumas gravações disponíveis no mercado (ver lista mais abaixo).

Ao longo da sua carreira tocou com alguns dos mais conceituados músicos, formando uma lista notável: Ernest Ansermet (de que falei no post do dia 11 de Novembro), Thomas Beecham, Adrian Boult, Pablo Casals, Serge Koussevitsky, Willem Mengelberg, Dimitri Mitropoulos, Isaac Stern, Leopold Stokowski, Arturo Toscanini, Bruno Walter.




Durante a II Guerra Mundial Myra Hess organizou uma série de recitais à hora de almoço na National Gallery
, em Londres. Foram mais de 1300 os concertos efectuados, que não foram interrompidos mesmo quando Londres estava a ser bombardeada, e que lhe valeram ter sido nomeada Dama do Império Britânico. Grande senhora, grandes audições!


CDs



The Complete Pre-war Schumann Recordings.
Myra Hess, piano
Orquestra, Walter Goehr
Naxos Historical 8.110604

Beethoven. Wagner.
Myra Hess (piano)
NBC Symphony Orchestra, Arturo Toscanini
Naxos Historical 8.110804

Live Recordings from the University of Illinois, 1949.
Brahms. Chopin. Schubert. Scarlatti.
Myra Hess, piano
APR APR5520


Internet