22/11/2004

Viagens - 2

Entre Segunda e Sexta, estarei na Holanda, país de cujo território 1.800 km2 foram retirados ao mar e que só não está parcialmente submerso pela acção dos inúmeros diques plantados um pouco por todo o lado.

Se tudo correr bem, vou poder colocar alguns posts neste blogue durante a semana. Se tudo correr ainda melhor, na Sexta chegarei a tempo de ir ao Europarque assistir ao
concerto da Orquestra Nacional do Porto. Até lá espero que cheguem a um consenso quanto à hora a que o mesmo começará: 22:00 segundo o site do Europarque, 21:30 segundo o da Orquestra. Desta vez espero que o Europarque tenha razão... sob pena de ficar com dois bilhetes inúteis na mão. Seria mesmo uma pena, pois o programa promete: a abrir, a Sinfonia Inacabada, de Schubert, depois o Requiem pelas vítimas do facismo em Portugal, de Fernando Lopes Graça.