31/12/2004

DVDs #5: New Year's Concert 2002

Por aqui terminaremos o ano celebrando o seguinte, na expectativa de melhores dias, queiram assim os deuses e os indígenas lusitanos também. Lá para Fevereiro logo se verá.

O regente da festa da passagem será Seiji Ozawa. Longe do seu país, havia que evitar sentimentos de solidão ou nostalgia, pelo que lhe arranjámos vasta e competente companhia: a Orquestra Filarmónica de Viena, sem tirar nem pôr! Resultou em pleno, 3 anos depois Ozawa ainda sorri e pula de felicidade, tal como o fez em 2002.


Seiji Ozawa

A ementa, a menos de pequenas variações, é a mesma de todos os anos: família Strauss qb, Hellmesberger à mistura e a ultra-famosíssima Radetzky-Marsch a fechar. Quem lá esteve bateu palmas, nós por aqui também o faremos, é da praxe.



E antes que me esqueça, o Danúbio Azul também lá está. É aquela música de efeito sentimental garantido, quando a mãezinha pára, escuta, emociona-se e tenta disfarçar a lágrima saudosa. Outros tempos, outros bailes, suspeito eu, ignorante das façanhas de antigamente...

Bom ano para todos, é o desejo do desNORTE.


DVD



Neujahrskonzert 2002
Wiener Philharmoniker
Seiji Ozawa
TDK DV-WPNK02

30/12/2004

Lugares - 38

These pictures show Madras in the turn of the century (from the 19th to the 20th), and have been kindly sent by G. V. Ananth.






I received them today and found them absolutely extraordinary, so it was an easy decision to put them here! Today, with 7 million people living in the city, it would not be very easy to shoot such pictures...

29/12/2004

Neste dia, em

1708: Estreou a ópera Il tradimento tradito, de Tomaso Albinoni
1808: Nasceu Andrew Johnson, 17º presidente dos EUA
1876: Nasceu Pablo Casals, violoncelista espanhol
1926: Morreu Rainer Maria Rilke, poeta
1959: Morreu Robin Milford, compositor inglês



Blogues - 2

Não seremos certamente os únicos a lamentar a menor assiduidade de novidades no excelente Avenida dos Aliados. Desta vez o texto será curto, apenas complementado por algumas fotografias da cidade invicta. É a nossa forma de expressar os votos de um regresso em força do Mário Bruno Pastor.



28/12/2004

CDs - 16: Arnold Bax (1883-1953), Concerto para Violino, Sinfonia Nº3

Este CD já aqui foi referido, no postal colocado por ocasião do 121º aniversário do nascimento do compositor inglês Arnold Bax. Contém duas gravações históricas, as primeiras efectuadas de duas das mais populares obras de Bax: o Concerto para Violino e a Sinfonia Nº3 em dó.


Arnold Bax

Outros dados interessantes e que ajudam a compreender a relevância histórica do disco:

» As gravações foram efectuadas em plena 2ª Guerra Mundial (Dez.1943 - Fev.1944)
» Eda Kersey faleceria pouco tempo depois, em Julho de 1944
» À frente das orquestras estiveram dois dos mais conceituados maestros: Adrian Boult e John Barbirolli
» O próprio Bax assistiu a pelo menos uma das sessões de gravação da Sinfonia

Já aqui referimos também que o Concerto para Violino teve como destinatário Jascha Heifetz (1901-1987) que, contudo, o achou pouco virtuoso e, desapontado, se recusou a tocá-lo...

Finalmente, não resisto a reproduzir aqui uma fotografia que vem no livreco que acompanha o CD, e onde se podem ver 5 personalidades notáveis da música inglesa:

William Alwyn, compositor (1905-1985)
John Barbirolli, maestro (1899-1970)
Arnold Bax, compositor (1883-1953)
Edmund Rubbra, compositor (1901-1986)
Bernard Stevens, compositor (1916-1983)




CD



Bax
Violin Concerto. Symphony No.3.
Eda Kersey, violin
BBC Symphony Orchestra, Adrian Boult
Hallé Orchestra, John Barbirolli
Dutton Historic CDLX 7111

27/12/2004

Neste dia, em

1571: Nasceu Johannes Kepler, astrónomo e matemático alemão
1717: Nasceu Giovanni Angelo Braschi, papa Pio VI
1944: Morreu Amy Beach, compositora norte-americana
1986: Morreu Lars-Erik Larsson, compositor sueco
1995: Morreu Shura Cherkassky, pianista norte-americano de origem ucraniana



Viagens - 6

Há uma semana e meia atrás tirava estas fotografias no hotel Fishermen's Cove, em Chennai (Madras):




A edição de hoje do Jornal de Notícias, para ilustrar a tragédia na Ásia, mostra uma fotografia tirada precisamente numa das praias de Chennai. As informações que recebi entretanto indicam que as piores situações na Índia ocorreram em Nagapattinam e Cuddalore, que, em conjunto, registam mais de um milhar de mortos (informação com 12 horas, é possível que haja actualizações a este número). Em Chennai o mar invadiu a terra entre 100 e 300 metros, conforme o local. O hotel onde estive foi um dos afectados, por ficar mesmo na costa, mas desconheço a extensão da destruição.

26/12/2004

Invasões Francesas - 11

3ª invasão francesa: continuação

Com a queda de San Sebastian e a posterior rendição de Pamplona, a 31 de Outubro de 1813, acabaram as aventuras francesas em Espanha e começaram as aliadas em França. É que Wellington foi compelido a estender as operações a esse país, tendo para o efeito utilizado a ponte de Vera para atravessar o rio Bidassoa.


Ponte Vera

A escolha daquela ponte era óbvia pois não havia muito por onde optar, dado que os franceses, na sua retirada, não deixaram qualquer outra de pé...

As primeiras escaramuças tiveram lugar em Saint Jean de Luz no dia 10 de Novembro, tendo terminado com a retirada dos franceses, que Soult iria concentrar em Baiona, bem entricheirados e preparados para se defenderem (pensavam eles...).

No entanto os aliados lá forçaram os franceses a sair de lá. Rei morto, rei posto, terão estes pensado, e não tardaram a instalar novo quartel-general, desta vez em Orthez. A batalha seguinte deu-se naturalmente nessa localidade e teve lugar no dia 27 de Fevereiro de 1814. Para não quebrar a monotonia desta história a coisa acabou com a vitória em toda a linha das forças aliadas.


Batalha de Orthez

Mais alguns encontros imediatos e os franceses viriam a retirar para Toulouse. O ataque aliado aconteceu no dia 10 de Abril e resultou em nova derrota das tropas francesas.


Batalha de Toulouse

Seria a última batalha das tropas de Napoleão. Nesse mês de Abril os aliados da Europa Central tomaram Paris e forçaram a capitulação de Napoleão, que aconteceria no dia 18. A assinatura da convenção entre Wellington e Soult teve lugar no dia 18 de Abril de 1814, quando Soult finalmente se convenceu de que já não havia mais nada a fazer. Fechava-se desse modo mais um capítulo importante da nossa história.

25/12/2004

Lugares - 37

A época e as temperaturas que se registam são o mote ideal para este pequeno postal.

Em Janeiro passado não foi somente em Viena que apanhei um frio desgraçado. Conforme referi no post Lugares - 27, publicado no dia 30 de Outubro, na altura estive igualmente na Eslováquia, numa pequena terra chamada Namestovo. A estadia foi curta, coisa de dois dias, e permitiu-me tirar algumas fotografias tipo cartão de festas natalícias para enviar à família:





Desta viagem, além das baixíssimas temperaturas, recordo também vivamente a deslocação de Namestovo para Viena. O motorista de serviço, uma estaca a apontar aí para 1 metro e 90 e com ambições a Fangio versão século XXI, encarregou-se de tal. As estradas, serpenteadas, apertadas, esburacadas e tapadas por um manto branco, não constituiram qualquer obstáculo para o nosso herói. A ignorância que aparentava demonstrar em relação à língua inglesa, fez com que eu gesticulasse vivamente para o tentar convencer a abrandar para uma velocidade decente, gestos esses que foram por ele interpretados como de entusiasmo e incentivo à sua extraordinária condução. A sensatez falou então mais alto: a partir daí, deixei-me estar absolutamente quieto e impassível (leia-se pálido), a tentar lembrar-me do nome de alguns dos santos que me poderiam ajudar naquela ocasião. Dos nomes não me cheguei a lembrar, mas pelos vistos o esforço foi recompensado...