23/04/2005

Concertos #11

Um dia duplamente histórico para nós, este em que pela primeira vez iremos à Casa da Música e, igualmente uma estreia, assistir a um recital ao vivo do extraordinário pianista austríaco Alfred Brendel.

Enquanto alguns se vão entretendo com críticas acirradas ao custo eventualmente despropositado da coisa ou à falta de estruturas semelhantes na província, com argumentações sempre convincentes mas não necessariamente inocentes, nós por aqui, numa atitude assumidamente egoísta, congratulamo-nos com a sua construção e propomos mesmo a elevação de honrosas estátuas aos autores morais e materiais da bendita casa. Têm garantida a nossa contribuição, mas com uma condição: há que rodear as estátuas de floridos canteiros e frondosas árvores, de preferência autóctones, em mais uma gloriosa manifestação anti-sizentismo!



Voltando ao assunto de hoje, do programa constarão obras de Mozart (Variations on a Minuet by Duport, K573, composição de 1789), de Schumann (Kreisleriana, Op.16, de 1838), de Schubert (Moments Musicaux, D780, de 1827) e de Beethoven (Sonata para Piano Nº15, Pastoral, Op.28, composta em 1801). Começa-se e acaba-se com compositores clássicos, da 1ª escola de Viena (Mozart e Beethoven), intervalados por obras de compositores do romântico inicial (Schumann, Schubert) das escolas alemã e austríaca. Grande concerto será certamente, encontramo-nos lá!!!