30/04/2005

Lugares #74

A Ponte do Carro, de épocas medievais, liga as freguesias de Guifões e Santa Cruz do Bispo, no distrito do Porto. Era atravessada pelos peregrinos a caminho de Santiago de Compostela e hoje em dia, fazendo jus ao nome, é-o principalmente por veículos motorizados.


Ponte do Carro

Pois apesar do nome que alguém deu à ponte e da apresentação da mesma feita nas
páginas na internet da Câmara Municipal de Matosinhos, salientando o "arco ligeiramente quebrado", pudemos comprovar, por experiência própria, que quem a construiu ignorou pura e simplesmente as características dos carros que a iriam obviamente atravessar muitos séculos depois!

O piso empedrado aconselha velocidades moderadas, a largura pouco generosa reforça a sensatez de tal conselho. Assim fizemos, e lá subimos vagarosamente a primeira metade da ponte. Primeiro susto: chegados a meio, deixámos de a ver, o carro apontado para a Lua, os nossos narizes a tocarem as estrelas, da ponte nem sinal... Prosseguimos, sob o risco de aterrar em cima de carro incauto que viesse em sentido oposto. Segundo susto: não batemos nos modestos muros da ponte, não aterrámos sequer em carro inimigo, ficámos encavalitados na própria ponte! O arco ligeiramente quebrado, obra do diabo!, aguarda serena e pacientemente insensatos automobilistas, para lhes arranhar o orgulho e remexer as entranhas dos automóveis... Um quebranto que nos quebrou os corações, já para não falar da panela do carro, está bom de ver!