20/05/2005

Exposições #7: Rembrandt van Rijn (1606-1669)

O século XVII foi o da idade do ouro para os Países Baixos, da prosperidade comercial e de um importante papel político no mundo, do apogeu do conhecimento e das artes. Rembrandt van Rijn é hoje o nome mais facilmente reconhecido dentre os pintores holandeses da época, embora em vida tenha passado imensas privações.


Rembrandt van Rijn

A maior colecção de quadros de Rembrandt em solo holandês encontra-se no Rijksmuseum, em Amesterdão. E lá um dos quadros mais admirados é o Nachtwacht, ou Ronda da Noite, datado de 1642.



Na altura o quadro não foi muito bem recebido, foi mesmo recusado, porque era suposto que o capitão Banning Cocq e os militares aparecessem em posições formais e estáticas. Não só isso não aconteceu como, além dos soldados, apareceram outras figuras representadas. Por outro lado, o quadro original era maior do que aquele que hoje se pode admirar, pois a determinada altura foi redimensionado (cortado!...) para caber na parede onde decidiram pendurá-lo, entre duas portas. Tal pode ser confirmado através de uma cópia do original atribuida a Gerrit Lundens (1622-1686) e encomendada pelo próprio capitão Frans Banning Cocq.



Hoje, após os trabalhos de recuperação efectuados em meados do século XX, sabe-se que o quadro representa uma cena diurna, mas quando foi descoberto os vernizes oxidados davam-lhe um aspecto escurecido, o que lhe valeu o nome de que dificilmente se livrará...