15/07/2005

Compositores #37: Ernest Bloch (1880-1959)

O compositor norte-americano de origem suíça Ernest Bloch, depois de um período de cerca de 15 anos nos Estados Unidos, decidiu regressar à Europa, corria o ano de 1930. O anti-semitismo crescente no velho continente forçá-lo-ia a voltar às américas, apenas 8 anos depois. Por lá ficou até ao dia da sua morte, a 15 de Julho de 1959.


Ernest Bloch

Os 3 Poemas Judeus (3 Poèmes juifs), escritos em 1913, foram a primeira obra hebraica de Bloch, e inauguraram o 2º período criativo da vida do compositor, o ciclo judeu. Fazem ainda parte desse período Schelomo, para violoncelo e orquestra, e a Sinfonia Nº2, "Israel". Schelomo, escrita em 1916, passa mesmo por ser a obra mais conhecida e popular de Bloch. Inspirada na personalidade do rei Salomão, tem como base a célebre apóstrofe do livro do Eclesiastes: "Vaidade de vaidades, tudo é vaidade (...)".


CDs

 


Ernest Bloch
Schelomo.
Max Bruch
Kol Nidrei.
Robert Schumann
Concerto for Cello and Orchestra.
Truls Mork (violoncelo)
French Radio Philharmonic Orchestra
Paavo Järvi
Virgin Classics 5 45664-2

Ernest Bloch

Schelomo.
Nina Kotova
Concerto for Cello and Orchestra.
Max Bruch
Kol Nidrei.
Nina Kotova (violoncelo)

Russian Philharmonia
Constantine Orbelian
Delos DE3305



Internet

http://www.maximvengerov.org/pagerepertoire.php?id=5

http://www.schirmer.com/composers/bloch_bio.html

http://www.classical.net/music/comp.lst/works/bloch/schelomo.html