02/08/2005

Lugares #96

Depois das viagens inaugurais em 1607, em que descobriu a ilha de Jan Mayen, e 1608, o explorador inglês Henry Hudson (1570?-1611?) viu-se sem os seus financiadores tradicionais, que porventura terão achado que já não havia mais nada para descobrir...


Henry Hudson

E já que os amigos lá de casa não se chegavam à frente, não havia como bater à porta dos arqui-inimigos, os holandeses, que se batiam com os ingleses pelo domínio do comércio. A viagem seguinte, iniciada em 1609, foi assim financiada pela Vereenigde Oostindische Compagnie, a Companhia Holandesa das Índias, e teve como destino a costa nordeste da América. Deambulou por onde hoje é Nova Iorque e andou por lá às voltas num rio que viria a herdar o seu nome, o Hudson River.

Também já andámos por esses lados, mas desta vez fomos ao local de onde Henry Hudson partiu para esta sua viagem, a Schreierstoren, em Amesterdão.



Construção dos finais do século XV, fazia parte das muralhas da cidade e era igualmente conhecida como a "torre das lágrimas". Era do seu topo que as mulheres dos marinheiros que estavam de partida lhes acenavam adeus e choravam e que, aquando da chegada dos navios, voltavam a chorar, de alegria pelos respectivos regressos ou de tristeza pelas inesperadas ausências!


Internet

http://www.ianchadwick.com/hudson/
http://en.wikipedia.org/wiki/Henry_Hudson