25/09/2005

Concertos #23

Entre 1930 e 1932, Dmitri Shostakovich (1906-1975) dedicou-se à sua segunda ópera, Lady Macbeth de Mtsensk, que teve a sua esteia no dia 22 de Janeiro de 1934. A ópera teria mesmo duas produções nesse mês de Janeiro, uma em Leninegrado, onde a referida estreia ocorreu, e uma outra em Moscovo, registando sucesso assinalável em ambas. O pior viria depois, com Estaline a desaprovar o conteúdo (sexual) da mesma e a consequente campanha, violenta, tendente a desacreditá-la.


Dmitri Shostakovich

A Sinfonia Nº5, estreada em 1937, foi a obra com que Shostakovich se procurou redimir perante o regime soviético: "(...) esforcei-me por que o auditor pressentisse na minha música um esforço no sentido da inteligibilidade e da simplicidade".

Na Primavera de 1938, Shostakovich, aliviado pelos resultados da Sinfonia Nº5, que diminuíram a hostilidade do regime em relação à sua música, iniciou a escrita daquele que viria a ser o seu Primeiro Quarteto de Cordas, que viria a ser estreado pelo Quarteto Glazunov no dia 10 de Outubro de 1938. Baseado nos clássicos, Haydn e Beethoven, o quarteto tem os clássicos 4 andamentos, todavia numa sequência menos clássica: moderato-moderato-allegro-allegro.


Quarteto Borodin

Esta será a primeira obra a ser interpretada esta tarde pelo vetusto
Quarteto Borodin, o mais antigo quarteto de cordas da actualidade, fundado em 1945. Impressionados? E se vos disser que o violoncelista, Valentin Berlinsky, 80 anos de idade, está com o grupo desde a sua fundação?!

Serão ainda interpretados o 13º Quarteto de Shostakovich e o igualmente 13º Quarteto, mas de Ludwig van Beethoven (1770-1827). Grandes audições, certamente!


Internet

http://www.andersmanagement.com/enborodin.htm
http://en.wikipedia.org/wiki/Borodin_Quartet
http://w3.rz-berlin.mpg.de/cmp/shostakovich.html
http://www.naxos.com/composer/shostako.htm

Sem comentários:

Enviar um comentário