12/10/2005

Frases #5

"Ai os nossos retratos! Credo! Você parece um ferocíssimo salteador da Calábria; eu dou ares de um inválido brigadeiro das antigas milícias a expirar de sífilis cancerosa no hospital de Runa."




in Estudos da Velha História Portuguesa, edição casadesarmento

De Francisco Martins Sarmento (1833-1899), já por aqui se falou em Agosto passado, aquando da passagem do 106º aniversário da sua morte. O texto com que se iniciou este postal foi retirado de uma carta que Camilo Castelo Branco (1825-1890) lhe escreveu, no dia 12 de Outubro de 1877.


Camilo Castelo Branco, Francisco Martins Sarmento

A amizade entre ambos foi coisa duradoura, desde os tempos em que Martins Sarmento se achou poeta, de modesta estirpe, pelos vistos, tendo ele próprio apelidado mais tarde a sua poesia de abominável..., até aqueles em que Martins Sarmento descobriu a paixão pela arqueologia, e se empenhou nas escavações do monte de S. Romão e em revelar os segredos da Citânia de Briteiros. Actividades estas justificadas, segundo Camilo, pelo facto de Martins Sarmento andar à cata de mouras desde que o amor das cristãs lhe desmiolou a cavidade craniana...



Internet

http://www.csarmento.uminho.pt/sms_41.asp
http://sarmento.weblog.com.pt/
http://www.mundocultural.com.br/index.asp?url=http://www.mundocultural.com.br/literatura1/romantismo/camilo.htm
http://pwp.netcabo.pt/0511134301/camilo.htm

Sem comentários:

Enviar um comentário