10/11/2005

Óperas #6: La forza del destino, de Giuseppe Verdi

Quando, em 1832, Giuseppe Verdi (1813-1901) chumbou no exame de admissão ao Conservatório de Milão, dificilmente se admitiria que ele viria a escrever algumas das páginas mais brilhantes da ópera, não só da italiana da 2ª metade do século XIX, mas da universal de todos os tempos.


Giuseppe Verdi

Em 1860, quando já estava rico e preparado para uma reforma dourada, Verdi foi desafiado pelo tenor Enrico Tamberlik (1820-1889), um dos mais populares da altura, a compôr uma ópera a ser estreada em São Petersburgo, onde Tamberlik iria actuar.

Nos finais do ano seguinte Verdi viajou com a esposa para a Rússia, para assistir à estreia de La forza del destino, cujo libreto esteve, de novo, a cargo de Francesco Maria Piave (1810-1876), maioritariamente baseado na peça Don Alvaro, o La fuerza del sino de Angel Perez de Saavedra, incluindo ainda uma cena de Wallensteins Lager, de Friedrich von Schiller.


Enrico Tamberlik, Francesco Maria Piave

A estreia, a 10 de Novembro de 1862, esteve longe de obter grande sucesso, para o que terão contribuído vários factores: a brutalidade da acção que, na sua versão original, terminava com a morte de todos os principais intervenientes...; na altura procurava-se forjar na Rússia um estilo operático próprio, pelo que as obras de autores estrangeiros não eram demasiadamente apreciadas; e, igualmente importante e directamente relacionado com o ponto anterior, Verdi recebeu 22000 rublos por ter escrito a ópera, enquanto que os compositores russos recebiam cerca de... 500...


CDs



Giuseppe Verdi
La forza del destino.
M. Caniglia (soprano), G. Masini, G. Nessi (tenores), C. Tagliabue,
S. Meletti (barítonos), T. Pasero, Dominici (baixos), Stignani,
Avogadro (meios-sopranos)
RAI Chorus & Symphony Orchestra
Gino Marinuzzi
Naxos Historical 8.110206-07
(1941)

Giuseppe Verdi
La forza del destino.
M. Callas (soprano), E. Nicolai, R. Cavallari (meios-sopranos),
R. Tucker, G. del Signore (tenores), C. Tagliabue, R. Capecchi (barítonos),
N. Rossi-Lemeni, P. Clabassi, D. Caselli (baixos)
Choro & Orchestra del Teatro Alla Scala, Milano
Tullio Serafin
EMI 5-56323-2
(1955)


Internet

Giuseppe Verdi:
Portale Giuseppe Verdi / Biografia / Óperas
La forza del destino:
Introdução / Libreto

3 comentários:

  1. O desNorte ocupa brilhantemente um espaço que bem precisava de ser preenchido. Obrigado.

    ResponderEliminar
  2. Caríssimo,

    Que tal acrescentar à sua lista de best of La Forza, a interpretação de Muti, com Domingo e Freni (EMI)? É soberba e não tem os cortes da leitura de Serafin, com A Callas...
    Um abraço,
    João

    ResponderEliminar
  3. Obrigado pelos comentários e sugestões. Infelizmente só agora os pude ler, porque fiz um disparate nos parâmetros do "Blogger" e os comentários não apareciam "on-line". Situação corrigida, espero que agora a coisa corra bem!

    Saudações,

    HVA

    ResponderEliminar