21/11/2005

SACDs #5: Argerich, Pletnev, Prokofiev, Ravel

Estava escrito (nas estrelas?...) que 1941 teria um começo nada auspicioso para o compositor russo Sergei Prokofiev (1891-1953) que, por alturas da Primavera, sofreu um ataque cardíaco.


Sergei Prokofiev

Pouco tempo depois, no mês de Junho, as tropas alemãs invadiram a União Soviética e Estaline (1879-1953), preocupado em defender os vultos mais significativos da vida cultural soviética, empacotou-os e enviou-os para o Cáucaso. Um dos felizes contemplados com esta viagem a expensas do Estado Soviético? Prokofiev, pois claro! Grande ano, 1941...

Naturalmente que Prokofiev não morria de amores por Estaline, pelo que seria de esperar que, após a morte do ditador, pudesse gozar finalmente de um outro clima artístico. Suprema ironia do destino, Prokofiev e Estaline faleceram exactamente no mesmo dia: 5 de Março de 1953...

A música para o bailado Cinderela foi encomendada a Prokofiev pelo Teatro Kirov antes da invasão germânica e, por consequência, do retiro caucasiano. Prokofiev, embora afastado de tudo e de todos, não deixou de compor, e este foi mesmo um período assaz prolífico: escreveu música para piano, música de câmara, a ópera Guerra e Paz, a Sinfonia Nº5 e a referida música para o bailado Cinderela. A estreia teria que esperar por tempos mais pacíficos, e teve lugar no Teatro Bolshoi no dia 21 de Novembro de 1945.


Martha Argerich, Mikhail Pletnev

Recentemente o pianista e maestro russo Mikhail Pletnev (1957-) transcreveu Cinderella para dois pianos, que são tocados, no disco hoje aqui trazido, pelo próprio Pletnev e pela pianista argentina Martha Argerich (1941-). Argerich e Pletnev interpretam ainda Ma Mère l'Oye de Maurice Ravel (1875-1937), na sua versão original para piano a 4 mãos. É precisamente o oposto de Cinderella, uma vez que neste caso Ravel escreveu primeiro para o piano e só posteriormente criou a versão orquestral. Poupou trabalho a Pletnev...



Serge Prokofiev
Cinderella, Suite from the Ballet, Op.87.
Maurice Ravel
Ma Mère l'Oye, 5 Pieces for Children for Piano Four Hands.
Martha Argerich, Mikhail Pletnev (pianos)
Deutsche Grammophon 474 8682
(2003)


Internet

http://www.prokofiev.org/
http://w3.rz-berlin.mpg.de/cmp/prokofiev.html
http://www.balletmet.org/Notes/Prokofiev.html
http://www.mikhailpletnev.net/
http://www.proarte.org/notes/ravel.htm
http://www.argerich.org/

3 comentários:

  1. olha, eu tb gosto de musica pa dormir, mas de vez em quando é preciso acordar e dançar um bocadinho! queres ir a Ibiza? tamos a organizar...se sim, escreve, é mt giruuuuuuuuuuu!

    ResponderEliminar
  2. Para dormir? Olhe que não! Sabe, nem todos precisam de decibéis incomensuráveis para manter a mente desperta...

    Obrigado pelo convite, que declino amavelmente, Espero que se divirta muito em Ibiza, embora pense que não seja preciso ir tão longe para dar uns pulos no meio da confusão...

    Saudações,

    HVA

    ResponderEliminar
  3. estava a brincar...., tb sou alérgica ao decibeis em excesso e declaro-me adicta de Schwarzkopf e Richter como intérpretes, Bach e Wagner como compositores e, last but not least, do seu estimável blog (como ele ha poucos!); alguém lhe devia pagar (e bastante) por aquilo q faz!

    ResponderEliminar