01/12/2005

CDs #62: Brahms, Piano Concertos

Segundo uns, Johannes Brahms (1833-1897) foi pianista de cabaré durante a juventude; segundo outros, tocou em tabernas e salões de baile o que, não sendo exactamente a mesma coisa, são igualmente locais surpreendentes. Vicissitudes da vida, o virtuosismo ao piano que Brahms precocemente demonstrou não foi o suficiente para o consagrar como um pianista de concerto. Brahms ainda não tinha 20 anos, e havia que trazer dinheiro para casa. Já bastava o desgosto com que seus pais tinham recebido a notícia do seu desejo de ser compositor...

Tentando amenizar as relações familiares, aos 19 anos Brahms meteu-se à estrada juntamente com o violinista húngaro Eduard Reményi (1830-1898), numa turné pela Alemanha destinada a projectá-lo como pianista.

Dessa turné resultou um desentendimento com o violinista, o contacto com o seu compatriota e também violinista Joseph Joachim (1831-1907), e o primeiro encontro com o casal Schumann. Não resultou nenhum pianista de renome internacional, ou mesmo nacional, mas marcou em definitivo o seu começo como compositor.

Robert Schumann (1810-1856) faleceria 3 anos depois, vítima de sífilis, o que coincidiria com o fim do primeiro período criativo de Brahms. É desta altura que data o Concerto para Piano Nº1, nascido de parto difícil: começou, em 1854, como uma sonata para dois pianos; Brahms pegou depois no 1º movimento e fez dele um movimento sinfónico, mas continuou desagradado com a obra; só em 1858 a obra ficaria finalizada e na sua versão definitiva, como concerto para piano. A estreia teve lugar no dia 22 de Janeiro de 1859, com Brahms ao piano e Joachim a dirigir a orquestra.

Passar-se-iam 20 anos até que Brahms voltasse a escrever outro concerto para piano. Composto entre 1878 e 1871 e estreado no dia 9 de Novembro de 1881, ainda com Brahms ao piano, foi um êxito imediato, ao contrário do primeiro. É ainda hoje uma das obras mais tocadas do repertório para piano.

Entre 1998 e 1999 o pianista austríaco Rudolf Buchbinder (1946-) gravou (ao vivo) estes dois concertos em Amesterdão, acompanhado pela mais conceituada orquestra dessa cidade, dirigida pelo igualmente austríaco Nikolaus Harnoncourt (1929-). Em Abril deste ano tive a felicidade de poder assistir a um concerto
em que Buchbinder participou, interpretando o Concerto para Piano e Orquestra de George Gershwin (1898-1937). Tendo uma duração (geralmente...) inferior a 30 minutos, esta obra de Gershwin não permitiu admirar o pianista, que hoje celebra o seu 59º aniversário, tanto tempo quanto gostaria. O duplo CD dura mais de 1 hora e meia...



Johannes Brahms
Piano Concerto No.1 in D minor, Op.15.
Piano Concerto No.2 in B flat major, Op.83.
Rudolf Buchbinder (piano)
Royal Concertgebouw Orchestra
Nikolaus Harnoncourt
Teldec 8573-80212-2


Internet

Johannes Brahms: Johannes Brahms WebSource
/ Biografia 1 / Biografia 2
Rudolf Buchbinder: The official website
/ Biografia

Sem comentários:

Enviar um comentário