15/01/2006

Compositores #50: Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791)

Johannes Chrysostomos Wolfgang Theophilus nasceu em Salzburgo no dia 27 de Janeiro de 1756. Desde muito cedo adoptou o nome de Wolfgang Amadeus Mozart, e ficou para a história como um dos maiores e mais precoces talentos musicais de todos os tempos.

Um pequeno génio é, simultaneamente, uma potencial fonte de rendimento, daquelas que têm que ser rapidamente aproveitadas, pois uma criança prodígio não será nunca, por definição, algo para durar muitos anos...

Por iniciativa própria, começou a assistir às lições de música que a sua irmã Nannerl recebia, e não tardou a exibir progressos notáveis: aos 3 anos já se desenrascava no cravo, aos 5 compunha as primeiras obras e aos 7 já tocava violino. As viagens destinadas a exibir os dotes de Mozart, ou melhor, a aumentar o rendimento familiar pela exibição dos dotes de Mozart, começaram tinha ele apenas 6 anos. Os primeiros destinos: Munique e Viena.

Após ter tocado na Universidade de Salzburgo, em Setembro de 1761, Mozart rumou a Munique, em Janeiro do ano seguinte e, em Setembro, a Viena, onde a família tocou perante o vice-chanceler imperial: Leopold Mozart (1719-1787) ao violino, Nannerl (1751-1829) tocou piano e cantou, com Mozart no cravo e também ao violino. Consta que no cravo, os pés de Mozart nem ao chão chegavam...

Em Viena tocaram ainda para a imperatriz Maria Teresa (1717-1780) e para a sua filha Maria Antonieta (1755-1793), futura rainha de França e detentora de um pescoço admirável. Mozart não perdeu a oportunidade para brilhar, ordenando a Georg Christoph Wangenseil (1715-1777), músico da corte que gozava de bastante popularidade, que lhe virasse as páginas da partitura!

A família Mozart foi generosamente paga na altura, mas a imperatriz viria a desenvolver-lhe um ódio de estimação, apelidando os Mozart de um bando de inúteis e pedintes...

continua

Sem comentários:

Enviar um comentário