20/02/2006

Obras Orquestrais #6: Ibéria, de Claude Debussy

Além do apoio dado a Tchaikovsky (1840-1893), a baronesa russa Nadezdha von Meck (1831-1894) ajudou igualmente o jovem Claude Debussy (1862-1918), contratando-o como pianista acompanhante e proporcionando-lhe várias viagens à Rússia, a Itália e à Áustria, que o enriqueceram cultural e musicalmente, sem esquecer, obviamente, a vertente mais financeira da questão...

Só que Debussy estava mais virado para a composição do que para uma carreira de pianista virtuoso, e o tempo vir-lhe-ia a dar razão. Nem foi preciso muito tempo, verdade seja dita, pois em 1884 ganharia o Prémio de Roma. Aquele que Ravel nunca ganhou, apesar de a ele ter concorrido por 4 vezes...

Depois das aventuras e desventuras, em 1902, à volta da ópera Pelléas et Mélisande, Debussy iria escrever as suas melhores peças para piano, bem como algumas das mais emblemáticas obras orquestrais. O tríptico Images, de 1912, pertence a estas últimas, sendo formado por Gigues, Iberia e Rondes de printemps. Refira-se, já agora, que Images é uma obra orquestral mas esteve para o não ser, pois a primeira ideia de Debussy era que fosse uma obra para dois pianos. Das 3, Ibéria é de longe a que mais popularidade alcançou, sendo ainda hoje a mais tocada, apesar da estreia, a 20 de Fevereiro de 1910, ter sido um assinável fracasso. Nela Debussy descreve uma Espanha por ele imaginada: "Oiço os ruídos que fazem os caminhos na Catalunha, ao mesmo tempo que a música nas ruas de Granada". Debussy nunca esteve em nenhum desses dois locais...


CDs



Claude Debussy
Ibéria.
Joaquin Turina
Danzas fantásticas, Op.22. Sinfonia sevillana, Op.23.
La Procésion del Rocio, Op.9.
Cincinatti Symphony Orchestra
Jesus López-Cobos
Telarc CD80574

Claude Debussy
Berceuse héroïque. Images. Jeux. MArche écossaire. Nocturnes. La Mer.
Prélude à l'Après-midi d'un faune. Danses pour harpe et orchestre à cordes.
Rhapsodie pour orchestre et clarinette principale.
Royal Concertgebouw Orchestra
Bernard Haitink, Eduard van Beinum
Philips 438 742-2

Claude Debussy
Nocturnes. La mer. Images - Ibéria.
Maurice Ravel
Alborada del gracioso. Rapsodie espagnole. Daphnis et Chloé - Suite No.2.
Le tombeau de Couperin. La valse.
SWR Vocal Ensemble
SWR Stuttgart Radio Symphony Orchestra
Sergiu Celibidache
Deutsche Grammophon 453 194-2


Internet

Claude Debussy
Claude Debussy Website / Biographie / IRCAM / Wikipedia

Prix de Rome
Les Prix de Rome / Wikipedia

3 comentários:

  1. Eu aqui no meio de tanta música boa até me perco. Gostava de ser mais conhecedora para ter outro tipo de comentários...
    De qualquer modo, andei aqui a pesquizar sobre o Beethoven (as razões não foram as mais prosaicas - foi só para o comparar com o guitarrista dos U2 ::))) mas por causa disso e deste blog passei o fds a ouvi-lo!

    E por isso obrigada...

    ResponderEliminar
  2. Devo reconhecer que nunca me passaria pela cabeça comparar Beethoven com o guitarrista dos U2. Quanto mais não seja, pelo facto de suspeitar que Beethoven não terá tido grandes contactos com a guitarra eléctrica...

    Saudações,

    HVA

    ResponderEliminar
  3. a comparação é perfeitamente irónica e com o propósito especifico de ser tipo hora do recreio... A minha música preferida são de facto os u2, mas dai a pretender comparar os dois a um nível sério...Acontece que sobretudo acho que tenho algum humor.
    A comparação pode ser lida aqui. http://blueandkite.blogspot.com/, mas resume-se a isto...emboar deva ser lida no contexto adequado.

    Beethoven: viu uma das suas sinfonias (9ª, Ode à Alegria, que exprime a visão idealista em que a humanidade se une pela fraternidade) servir de hino à União Europeia.
    Edge: produziu o álbum com o sugestivo nome de Zooropa (Zoo+Europa), onde se inclui uma música que descreve bem o real contexto europeu “Stay, faraway .. so close!”.
    Vencedor: Edge

    Beethoven: julga-se que resistiu durante meses a um lento envenenamento, que contribuiu para a sua morte, ainda hoje envolta em mistério.
    Edge: conseguiu a proeza de decorar toda-mas-mesmo-toda a letra de Numb e enfrentar a ira dos muçulmanos pelo facto de no vídeo aparecerem uns pés na sua cara.

    Vencedor: Bethoven, nos penaltis.

    ResponderEliminar