28/04/2006

Concertos #37

No próximo dia 17 de Dezembro assinala-se o centenário do nascimento de um dos grandes compositores portugueses, Fernando Lopes-Graça (1906-1994), e é no âmbito das respectivas comemorações que hoje, na Casa da Música, será interpretada uma das suas obras, Três Danças Portuguesas. Escolha feliz, pois o próprio título da obra reflecte bem o aproveitamento que o compositor fez dos vários elementos do folclore português, principalmente a partir da 2ª metade da década de 30, após estudar Musicologia na Sorbonne. À semelhança de Béla Bartók (1881-1945), que viajou amiúde pela Hungria e países limítrofes em pesquisas etnográficas, e durante as quais recolheu milhares de exemplos do folclore local.

A estreia de Fernando Lopes-Graça como compositor, em 1929, fez-se com as Variações Sobre um Tema Popular Português, antecipando de certa forma a abordagem que viria posteriormente a explorar com mais profundidade. Aluno de, entre outros, Luís de Freitas Branco (1890-1955) e Viana da Motta (1868-1948), Lopes-Graça, apesar de ter obtido a mais alta classificação no Curso Superior de Composição, viu ser-lhe vedada a carreira docente por, já nessa altura, em 1931, não fazer segredo da sua oposição ao regime. O mesmo motivo que o levou, aliás, a passar uma temporada em Alpiarça a expensas do Estado Português...

Da recolha da música rural portuguesa, frequentemente efectuada em conjunto com o seu amigo Michel Giacometti (1929-1990), nasceram obras como Suite Rústica, Nove Canções Populares Portuguesas e Melodias Rústicas Portuguesas, para referir apenas algumas. Nasceu também uma série de programas de televisão que, tudo indica, a RTP irá manter na gaveta. Não há centenário que lhe valha...


Programa

Fernando Lopes-Graça
Três Danças Portuguesas.
George Gershwin
Concerto para Piano e Orquestra em fá maior.
Aaron Copland
Sinfonia Nº3.
António Rosado (piano)
Orquestra Nacional do Porto
Marc Tardue


Internet

Fernando Lopes-Graça
CITI / Tomar / Centro Virtual Camões / Cancioneiro Popular Português

Sem comentários:

Enviar um comentário