03/04/2006

Lugares #127

A Oktoberfest, que decorre anualmente em Munique entre meados de Setembro e o início de Outubro, é o evento que mais turistas atrai aquela cidade. Ao todo, durante aquelas 2 semanas e pico, são bebidos qualquer coisa como 6 milhões de litros de cerveja, pelo que se presume que alegria e são convívio não faltarão por aquelas bandas.

Terra de Richard Strauss (1864-1949), que lá nasceu, e de Thomas Mann (1875-1955) e Wassily Kandinsky (1866-1944), que lá viveram, Munique foi fundada na 2ª metade do século XII pelo príncipe Henrique, o Leão (1129-1195), na época do ouro branco, cuja rota passou a controlar após a construção de uma ponte sobre o rio Isar, em 1158.

Em 1505 passou a capital da Bavária e o século XVI foi bom para a cidade, que cresceu e prosperou. Depois, vieram os tempos difíceis: a Guerra dos 30 Anos, entre 1618 e 1648, a peste que, em 1634, matou 1/3 da população, e a ocupação austríaca, entre 1705 e 1715.

Munique também não passou imune no século XX: foi lá que Hitler (1889-1945) viveu e efectuou a primeira tentativa de assalto ao poder, em 1923; e a 2ª Guerra Mundial, que teve efeitos devastadores para a cidade, tendo sido praticamente arrasada. Um dos edifícios seriamente afectados foi o do Teatro Nacional, de construção neo-clássica. Foi lá que aconteceram as estreias de várias óperas de Richard Wagner (1813-1883), como a de Tristan und Isolde, no dia 10 de Junho de 1865, e a de Die Meistersinger von Nürnberg, a 21 de Junho de 1868, para citar apenas duas. O teatro reabriu em 1963, após finalizadas as obras de reconstrução.


Internet

Oktoberfest
Oktoberfest / Welcome to the Oktoberfest! / Wikipedia

Richard Wagner
Classical Music Pages / Wagnermania / Bayreuther Festspiele / Wikipedia

2 comentários:

  1. Meu caro HVA,
    Cheguei até aqui através de uma pesquisa no oráculo (Google) sobre Bruckner - Jochum. Encontrei então mais do que a paixão comum pelo grande compositor católico, as viagens, as observações irônicas sobre si mesmo e sobre toda a gente que nos rodeia, sobre a melancolia...
    Enfim, adorei ter conhecido o blog.
    Preparando um texto sobre Bruckner, pretendo voltar mais vezes e citá-lo, como visita obrigatória aos que amam o grande Bruckner.
    Amitiés,
    BetoQ.
    Meu blog atual é www.verbeat.org/blogs/zadig

    ResponderEliminar
  2. Caro BetoQ.,

    Obrigado pelo comentário simpático. Já visitei entretanto o seu Zadig, e gostei muito. Está muito interessante e bem escrito, ganhou mais um visitante frequente. Naturalmente que já coloquei um "link" no desNorte para o seu blogue!

    Saudações,

    HVA

    ResponderEliminar