16/05/2006

CDs #82: Samuel Barber, Knoxville: Summer of 1915

Em 1936 o compositor norte-americano Samuel Barber (1910-1981) compôs o Quarteto de Cordas, Op.11, o único, aliás, que deixou completo. Dois anos depois, Barber orquestrou o início do andamento lento, o segundo, que Arturo Toscanini (1867-1957) estreou no dia 5 de Novembro de 1938, com direito a transmissão radiofónica. O Adágio para Cordas (Adagio for Strings) acabou por se tornar numa das mais populares obras orquestrais de sempre, ofuscando quase por completo as restantes obras de Barber.

Samuel Barber gozou de grande popularidade, com diversas obras encomendadas por entidades prestigiadas e estreadas por músicos dos mais notáveis, como o referido Arturo Toscanini e Serge Koussevitsky (1874-1951). Aparentemente, já que não é versão consensual, Knoxville: Summer of 1915 resultou de uma encomenda da soprano Eleanor Steber (1914-1990), amiga pessoal do compositor. A estreia teve lugar em Abril de 1948, com a própria Eleanor Steber e a Orquestra Sinfónica de Boston dirigida por Koussevitsky.

Para o ambiente bucólico da obra, descrita por Barber como "rapsódia lírica", contribui grandemente o texto do poeta norte-americano James Agee (1909-1955), um poema em prosa que descreve um fim de tarde em família, visto pelos olhos de uma criança. No disco hoje aqui trazido, daqueles que custam tuta e meia, as interpretações estão a cargo da soprano Karina Gauvin e da Royal Scottish National Orchestra, dirigida por aquela que será possívelmente a mais conceituada maestrina da actualidade, a igualmente americana Marin Alsop.



Samuel Barber
Knoxville: Summer of 1915, Op.24. Second Essay for Orchestra, Op.17.
Third Essay for Orchestra, Op.47. Toccata Festiva, Op.36.
Karina Gauvin (soprano), Thomas Trotter (órgão)
Royal Scottish National Orchestra
Marin Alsop
Naxos 8.559134


Internet

Samuel Barber / Wikipedia / Adagio for Strings / Marin Alsop

Sem comentários:

Enviar um comentário