28/05/2006

Lugares #133

Insondáveis desígnios levam a que neste país, salvo honrosas excepções, não seja permitido tirar fotografias no interior dos museus. Claro que, frequentemente, somos aconselhados a adquirir o livrinho que se vende na recepção, e que contém, está-se mesmo a ver, todas as fotografias que quisessemos eventualmente tirar, e ainda mais algumas. Em evidente contraste, por exemplo, com aquilo que se passa no Rijksmuseum, em Amesterdão, e não consta que a respectiva colecção (ver este postal) fique a dever muito às que se encontram nos museus nacionais...

O Museu dos Biscaínhos, instalado no Palácio dos Biscaínhos, em Braga, não foge à regra, e apenas nos é permitido tirar fotografias no jardim, histórico e muito interessante, por sinal.
Amigos nossos, especialistas nestes assuntos, encarregar-se-ão certamente de lá ir, e teremos então a oportunidade de ficar a saber em detalhe as várias espécies que o enriquecem.



O conjunto do imóvel e do jardim, classificado como de interesse público desde 1949, é da época barroca, datando a casa senhorial da primeira metade do século XVII e o jardim do século XVIII. Em obras de recuperação há vários anos, não consta que exista algum sizento projecto de requalificação, que faria desabrochar belos canteiros de granito. O homem, como é do conhecimento geral, anda muito ocupado a projectar destruir as árvores de Madrid, sem tempo para os assuntos nacionais.




Internet

Museu dos Biscaínhos
Câmara Municipal de Braga / Museu dos Biscaínhos / Wikipedia

2 comentários:

  1. Já visitei este Museu. Há uns anitos, confesso, e tenho guardadas umas belas fotos do jardim, que a minha paixão por jardins e flores, vem de longe!

    Do interior não consegui mesmo tirar imagens (aliás, ralharam-me 2 ou 3 x por isso e, desisti...)

    Não foi como num Palácio que visitei na Figueira da Foz (não recordo o nome agora) que às escondidas lá fui tirando umas fotografias, para recordação futura...

    Um abraço ;)

    (ah... Palácio Sotto Mayor, recordei-me agora.)

    ResponderEliminar
  2. Eu em pessoa, foi o principal autor do restauro da parte inferior dos jardins. Estavam em estado lastimavel, fiz por orgulho ao património

    ResponderEliminar