04/06/2006

CDs #85: Cecilia Bartoli, Opera Proibita

Nos inícios do século XVII, Cornélio Jansénio (1585-1638), bispo de Ipres, estabeleceu um conjunto de princípios que, entre outras coisas, lhe valeram a condenação da Igreja Católica como herege. O jansenismo, defende, por exemplo, ser a natureza humana, por si só, incapaz de praticar o bem.

Cerca de um século depois, Pasquier Quesnel (1634-1719), salientou-se pela sua convicta defesa dos princípios jansenistas, em conjunto com o teólogo francês Antoine Arnaud (1612-1694). Com a morte deste último, Quesnel assumiu a direcção do movimento jansenista. Antes disso, em 1675, vira o papa Clemente X (1590-1676) proibir a leitura das suas Réflexions morales sur les évangiles. Em 1713, naquela que ficou como a sua mais célebre publicação, o papa Clemente XI (1649-1721) escreveu a bula Unigenitus, condenando 101 proposições de Quesnel, por heréticas. Foi do bom e do bonito na igreja francesa, uma polémica que ocupou uma boa parte do século XVIII.

O pontificado de Clemente XI ficou ainda marcado pelos problemas políticos relacionados com a sucessão em Espanha, que levariam mesmo à guerra. Em 1701, no meio de um intrincado ambiente político, o papa decretou a proibição de espectáculos públicos em Roma pelo que, durante a 1ª década do século XVIII, ópera era coisa a que lá não se podia assistir. Pelo menos em locais públicos, que os poderosos rapidamente encontraram meios (locais) alternativos... A outra forma de dar a volta ao texto consistiu em escrever oratórios, satisfazendo desse modo imperiosas necessidades operáticas... O disco Opera Proibita, da meio-soprano italiana Cecilia Bartoli, que hoje comemora o 40º aniversário, contém precisamente árias de alguns desses oratórios, da autoria de Handel (1685-1759), Alessandro Scarlatti (1660-1725) e Antonio Caldara (1670?-1736). As almas mais curiosas poderão sempre encontrar uma opinião pessoalíssima sobre este disco aqui.




Opera Proibita.
Cecilia Bartoli (meio-soprano)
Les Musiciens du Louvre
Marc Minkowski
Decca 475 6924
(2004, 2005)


Internet

Cecilia Bartoli
deccaclassics.com
/ Gulbenkian.pt / Wikipedia

Sem comentários:

Enviar um comentário