31/07/2006

CDs #89: Liszt, Symphonic Poems, Vol.1

Em Outubro do ano passado, quando falámos por aqui de um disco com obras do compositor húngaro Franz Liszt (1811-1886), referimos o facto de o período que ele passou como Kapellmeister em Weimar ter sido o mais produtivo da sua vida. Datam dessa época, nomeadamente, a Sonata para Piano em si menor, a Sinfonia Fausto, baseada na Divina Comédia de Dante (1265-1321), dois Concertos para Piano e 12 Poemas Sinfónicos.

Estes últimos foram escritos no espaço de uma década, entre 1848 e 1858, e a designação foi dada pelo próprio Liszt a estas obras orquestrais de um único movimento, inspiradas noutras formas artísticas, como a poesia ou a pintura, ou mesmo por lendas ou factos históricos. Tal pode ser constatado de imediato pelos nomes que deu a alguns desses poemas sinfónicos: Les Préludes, Orpheus, Tasso, Mazeppa, Prometheus, Festklänge, Hungaria, Heroïde funèbre, Ce qu'on entend sur la montagne, Die Ideale, Hunnenschalacht e Hamlet.

Liszt não terá sido o inventor dos poemas sinfónicos, mas foi certamente o primeiro a dar-lhes um especial relevo, posteriormente reforçado por compositores como Piotr Ilyich Tchaikovsky
(1840-1893), Bedrich Smetana (1824-1884), Camille Saint-Saëns (1835-1921) e, principalmente, Richard Strauss (1864-1949).

Ce qu'on entend sur la montagne foi o primeiro poema sinfónico que escreveu, entre 1848 e 1849. O mais popular de todos foi desde sempre o terceiro que compôs, Les Préludes que, todavia, nasceu de roupagem diferente. Na realidade começou por ser, aí por volta de 1844, o movimento introdutório daquilo que pretendia que viesse a ser uma obra coral baseada em 4 poemas do poeta francês Joseph Autran (1813-1877), e que se chamaria Les Quatre Elements. Liszt não viria a terminá-la e, em 1854, a referida introdução ganharia vida e nome próprios, este baseado numa ode de um outro poeta francês, Alphonse de Lamartine (1790-1869):

"What else is our life than a series of preludes to an unknown song, whose first and solemn notes are sounded by death?"

Franz Liszt faleceu há 120 anos, no dia 31 de Julho de 1886.




Franz Liszt
Symphonic Poems, Volume 1.
Ce qu'on entend sur la montagne, S95.
Tasso: Lamento e Trionfo, S96.
Les Préludes, S97.
Orpheus, S98.
BBC Philharmonic Orchestra
Gianandrea Noseda
Chandos CHAN10341
(2004)


Internet

Franz Liszt
Wikipedia
/ Classical Music Pages / The Franz Liszt Site

Sem comentários:

Enviar um comentário