25/09/2006

SACDs #10: Sibelius, Symphonies Nos.3 & 7

Os Concertos Promenade nasceram de uma ideia do empresário Robert Newman, que pretendia que, no seu início, eles fossem populares, porque popular seria a música apresentada para, aos poucos, irem introduzindo obras mais difíceis e, desse modo, criar um público para a música clássica. A Henry Wood (1869-1944) coube a responsabilidade de ser o maestro principal desses concertos, função que desempenhou até Julho de 1944. O primeiro concerto teve lugar no dia 10 de Agosto de 1895 e, duas décadas e meia depois, já por lá tinham passado obras de Claude Debussy (1862-1918), Sergei Rachmaninov (1873-1943), Maurice Ravel (1875-1937), Richard Strauss (1864-1949) e Vaughan Williams (1872-1958), resultado dos objectivos inicialmente traçados.

Em 1901, houve um outro compositor que viu uma obra sua ser interpretada nos Proms: o finlandês Jean Sibelius (1865-1957), com a suite orquestral King Christian II. É que, por essa altura, Sibelius gozava já de uma óptima reputação, fruto de algumas obras de sucesso que já tinha composto, com particular destaque para Finlandia, escrita em 1900.

A obra seguinte, a Sinfonia Nº2, foi entendida pelos seus compatriotas como um hino contra o opressor (na altura a Finlândia não era um país independente, estando reduzida a uma província do império russo), ficando mesmo conhecida na altura como a "Sinfonia da Libertação". Tanto quanto se sabe, nunca foi essa a intenção do compositor... A sinfonia que se seguiu foi de gestação longa, composta entre 1904 e 1907, e dedicada ao compositor inglês e um dos primeiros promotores da sua música, Granville Bantock (1868-1946). Ao contrário das tendências do romantismo (tardio) da época, com obras que exigiam grandes orquestras, Sibelius escreveu uma sinfonia sóbria, num estilo próximo do clássico, para uma orquestra de proporções razoáveis, que Beethoven certamente não estranharia... A Sinfonia Nº3 foi estreada em Helsínquia pelo próprio compositor, no dia 25 de Setembro de 1907.




Jean Sibelius
Symphony No.3. Symphony No.7.
London Symphony Orchestra
Colin Davis
LSO0051 (CD) / LSO0552 (SACD)
(2003)


Internet

Jean Sibelius
Jean Sibelius - The website
/ Classical.net / Sibelius - Finland's voice in the world / Classical Music Pages

Proms
History of the Proms / Wikipedia

5 comentários:

  1. Interessante. Não sabia a origem dos concertos promenade.

    ResponderEliminar
  2. Aprendendo e repercutindo música erudita abaixo do Equador, meu caro.
    Veja aqui onde o seu sítio é citado:
    http://www.verbeat.org/blogs/zadig/arquivos/msica/
    Amitiés,
    Beto.

    ResponderEliminar
  3. Caro BetoQ.,

    Pois é, fico-lhe a dever mais uma! Sabe que nunca visitei o Brasil, e esta ponte musical que estamos a construir apenas faz aumentar a minha vontade de alterar tão incompreensível situação. Vamos a ver se no próximo ano...

    Saudações,

    HVA

    ResponderEliminar
  4. A música de Sibelius é extraordinariamente telúrica, sente-se o apelo da terra, o vento a assobiar nas árvores...
    Há uma sensação de resignação do Homem face à grandiosidade da Natureza, algo que também se encontra em Mahler.

    ResponderEliminar
  5. Que bela idéia! Venha mesmo ao Brasil. Terá poucas orquestras, mas muita música popular e muitas paisagens inesquecíveis.
    Amitiés,
    Beto.
    Anote, p.favor, o blog atual que é o novo Zadig:
    http://www.verbeat.org/blogs/zadig

    ResponderEliminar