28/10/2006

Concertos #47

Durante o reinado de Luís XIV (1638-1715) houve um compositor que exerceu um quase total domínio sobre a cena musical parisiense, de uma forma hoje dificilmente compreensível: Jean-Baptiste Lully (1632-1687). Amigo íntimo do rei, chegou ao ponto de, a partir de 1672, deter o direito exclusivo de produzir tragédie lyrique, ou ópera francesa.

De tudo isto resultou o estabelecimento de um modelo para a ópera francesa, modelo esse definido, naturalmente, pelo próprio Lully, e religiosamente seguido durante várias décadas. Quaisquer desvios eram geralmente mal recebidos, pelo que não é de estranhar a controvérsia que se levantou aquando da estreia em 1733 da primeira ópera de Jean-Philippe Rameau (1683-1764), Hippolyte et Ericie. Apesar de o compositor se reclamar da tradição de Lully, as aventuras harmónicas da obra desmentiam-no... Na altura Rameau tinha já 50 anos mas era pouco conhecido como compositor, sendo bem mais popular a sua faceta de teórico, com vários livros já publicados: Traité de l'harmonie (1722), Nouveau système de musique théorique (1726) e Dissertation sur les differents méthodes d'accompagnement pour le clavecin ou pour l'orgue (1732).

Rameau continuaria a dedicar-se à lírica, com mais de duas dezenas de óperas, tanto trágicas como cómicas. De uma delas, Dardanus, escrita em 1739 e posteriormente revista em 1744, ouviremos na próxima Segunda na
Casa da Música a suite homónima, em mais um programa totalmente dedicado à música barroca. As honras da casa estarão a cargo de Ton Koopman (1944-) e da Orquestra Barroca de Amesterdão, por ele fundada em 1979.


Programa

Johann Sebastian Bach
Sinfonia da Cantata BWV42.
Concerto para dois violinos em ré menor, BWV1043.
Jean-Philippe Rameau
Suite "Dardanus".
Carl Philipp Emanuel Bach
Sinfonia Nº1 em ré, H.663.
Johann Sebastian Bach / Ton Koopman
Concerto para traverso, oboé, violino e cordas em dó, BWV1064.
Joseph Haydn
Sinfonia Nº7, "Le Midi".
Ton Koopman (cravo), Margaret Faultless, Nadja Zweiner (violinos)
Orquestra Barroca de Amesterdão
Ton Koopman


Internet

Jean-Philippe Rameau
Rameau - Le Site / Classical Music Pages / Wikipedia / France diplomatie / Baroque Composers and Musicians

Sem comentários:

Enviar um comentário