06/12/2006

Obras Orquestrais #12: Capriccio Italiano, de Tchaikovsky

Nos finais de 1877, depois de um casamento falhado e de uma tentativa de suicídio, Piotr Ilyich Tchaikovsky (1840-1893) começou a ser apoiado pela patrona das artes Nadezhda von Meck (1831-1894), passando a receber uma generosa pensão anual. Refira-se, como curiosidade, que os dois nunca se conheceram pessoalmente. Esse apoio iria permitir que Tchaikovsky, em 1880, deixasse a Rússia para se passear pela Europa, viagem por ele aproveitada para recolher melodias que mais tarde poderia utilizar em obras suas.

Por alturas do Carnaval de 1880 o compositor encontrava-se em Roma, e lá compôs o famosíssimo Capriccio Italiano, Op.45, onde usou livremente algumas das tais melodias que ouviu pelas ruas dessa cidade, algo referido pelo próprio: "Esta será uma obra plena de efeito, graças aos temas arrebatadores que pude reunir, alguns extraídos de recolhas, outros ouvidos nas ruas".

A estreia, ocorrida em Moscovo no dia 6 de Dezembro de 1880, contou com a direcção de Nikolai Rubinstein (1835-1881). Aquele mesmo que, meia dúzia de anos antes, tinha dito cobras e lagartos do 1º Concerto para Piano do mesmo Tchaikovsky, recusando-se terminantemente a tocá-lo. Coisas da vida...


CD



Piotr Ilyich Tchaikovsky
Capriccio italien, Op.45. Marche slave, Op.31. 1812, Op.49.
String Quartet No.1, Op.11 - Andante cantabile. Fate, Op.77.
Bamberg Symphony Orchestra
José Serebrier
BIS CD-1283


Bibliografia

Guia da Música Sinfónica, de François-René Tranchefort
All Music Guide to Classical Music, editado por Backbeat Books


Internet

Piotr Ilyich Tchaikovsky
Wikipedia / Classical Music Pages / Tchaikovsky

Sem comentários:

Enviar um comentário