20/05/2007

Lugares #156

Depois de uma luta estóica de várias horas que, felizmente, resultou em mais uma brilhante (!!!) exibição de força e técnica ciclísticas na maratona mais in de Portugal, nada como dispensar o manjar oferecido pela organização e zarpar a terra próxima, local actualmente pacífico mas palco de inúmeras lutas ao longo dos seus inúmeros séculos de história.

Há registos de episódios guerreiros ocorridos nos séculos IX e X, e sabe-se que Marvão foi conquistada por D. Afonso Henriques (1108/9?-1185) na década de 1160. Foi interveniente nalguns dos mais importantes acontecimentos da história do nosso país: nas lutas entre os irmãos D. Dinis (1261-1325) e D. Afonso, nos finais do século XIII; na crise de 1383-85; na Guerra da Restauração; na Guerra das Laranjas, travada com os nossos vizinhos, incentivados pela França de Napoleão Bonaparte (1769-1821), e nas que lhe sucederam, as Guerras Peninsulares da 2ª metade da década de 1800; e nas Guerras Liberais, em que esteve na maior parte do tempo dominada pelas forças liberais. Pelo meio, ainda teve tempo de se meter em assuntos alheios, como a Guerra de Sucessão de Espanha, no início do século XVIII.




Com um ambiente destes, o dia só poderia acabar com mais uma luta, que se antevia difícil, coisa para várias horas, mas em que acabámos por derrotar inapelavelmente perdizes, porcos e javalis. Devidamente regada, pois claro, que o calor da refrega, como é sabido, provoca suores múltiplos. Apenas nos rendemos por altura da sericaia, já a noite ia longa e o veredicto final há muito ditado...


Internet

Marvão
Município de Marvão / Associação Nacional de Municípios Portugueses / Wikipédia / 3D Marvão

Sem comentários:

Enviar um comentário