31/05/2007

Lugares #157

Lembro-me, com saudades, da feira que decorria na Praça de Lisboa. Não era, possivelmente dos nomes mais agradáveis para dar a uma praça espetada no coração do Porto, mas era um local que visitava sempre com prazer.



Apesar de localizada na parte nova da cidade, a chamada zona dos clérigos, desenhada entre os finais do século XVIII e os primeiros anos do século XIX, a praça não escapou aos ares de modernidade portugueses, orgulhosamente estimulados pelos nossos envaidecidos autarcas. Da requalificação do local nasceu um... centro comercial, baptizado de Clérigos Shopping. Óptima localização, atractivas lojas, comes e bebes, lugares de estacionamento, o futuro só podia ser risonho. Como aliás, o dos outros centros comerciais que foram sendo plantados bem dentro da cidade. As imagens procuram mostrar o estado vergonhoso a que este chegou. E dêem-se por felizes por elas só fazerem apelo ao sentido da visão, pois estão a contemplar um dos maiores mijadouros deste país!

A uma requalificação seguir-se-á uma reabilitação, a começar um dia destes. Não tendo colhido a proposta de lá instalar uma Loja do Cidadão, tudo aponta para que o espaço venha a receber o famoso Pólo Zero da Federação Académica do Porto, "uma ambição antiga dos estudantes universitários". Será um "espaço multifuncional", combinando áreas reservadas ao estudo, com zonas de acesso à internet, outras dedicadas ao convívio e a tertúlias, complementadas com uma papelaria, tudo isto "com um horário alargado". O objectivo é que a praça se torne num "espaço de oportunidades para o enriquecimento profissional, pessoal e cultural", pelo que está igualmente considerada a criação de um espaço comercial, que se "deverá constituir como um ambiente de compras inovador, associado a um «lifestyle» jovem". Se tenho sérias reservas em relação a muitas das ideias expostas, não posso estar mais de acordo com esta última; certamente que da combinação de estudantes universitários, de zonas de convívio e de tertúlias, e de um espaço comercial, só poderá resultar um ambiente de compras deveras inovador...


Internet

Praça de Lisboa
Jornal de Notícias / Jornalismo Porto Net / O Primeiro de Janeiro

2 comentários:

  1. Fui lá há dias ainda a pensar que existiam os restaurantes (havia-os, com música e tudo).
    Aquilo está que parece Lisboa. Não pude acreditar nos meus olhos.
    Aquilo parece o Líbano. Está tudo bombardeado. Inacreditável. Absolutamente inacreditável. Junto à Reitoria, à Torre dos Clérigos, à "livraria mais bonita do mundo", ao Hospital de S. António, no centrinho da cidade... Imposssível. Inacreditável.
    Que autarcas! Que polícia!
    O Porto está mesmo moribundo. É impossível mas é verdade.

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar