18/05/2008

Obras para Bailado #4: Parade, de Erik Satie

Há uns tempos atrás, neste texto, referi o estrondo que foi a estreia da Sagração da Primavera, de Igor Stravinsky (1882-1971), uma das várias obras resultantes da colaboração com o empresário e director artístico russo Sergei Diaghilev (1872-1929), o criador dos Ballets Russes, que faleceu no dia 19 de Agosto de 1929.


Sergei Diaghilev, Ballets Russes

Além de Stravinsky, Diaghilev trabalhou com muitos outros compositores, como Debussy, Poulenc, Prokofiev, Ravel, Strauss e Satie. Deste último, os Ballets Russes estrearam Parade91 anos, no dia 18 de Maio de 1917. Pois se a estreia da Sagração da Primavera, em Maio de 1913, foi aquilo que se sabe, a de Parade não lhe ficou atrás! Tendo o bailado como tema o público que fica à porta e não entra para ver o espectáculo, deu azo a um escândalo impensável, terminando mesmo com Erik Satie enfiado numa prisão durante 8 dias, por ter afirmado que o crítico Jean Poueigh "não passava de um cu, mas um cu sem música"...


Erik Satie, Pablo Picasso, Ernest Ansermet

A terminar, refira-se que na estreia o décor e o guarda-roupa estiveram a cargo de Pablo Picasso (1881-1973), e a direcção de orquestra foi assegurada por Ernest Ansermet
(1883-1969).


CDs



Erik Satie
3 Gymnopédies. Les Aventures de Mercure. Parade. Relâche.
Nancy Symphony Orchestra
Jérôme Kaltenbach
Naxos 8.554279

Erik Satie
Trois morceaux en forme de poire. Parade. La belle excentrique.
Désespoire agréable. Songe-creux.
Pascal Rogé, Jean-Philippe Collard (pianos), Chantal Juillet (violino)
Decca 455 401-2


Internet

http://michaelminn.net/andros/biographies/diaghilev_sergei.htm
http://en.wikipedia.org/wiki/Sergei_Diaghilev
http://www.af.lu.se/~fogwall/satie.html

Sem comentários:

Enviar um comentário