20/09/2007

SACDs #13: Sibelius, Kullervo

O compositor finlandês Jean Sibelius (1865-1957), ao contrário de outros que por aqui já passaram, não foi um talento precoce com uma entrada antecipada no mundo da música, nem teve uma longa carreira dedicada à composição; bem pelo contrário, a sua última composição, A Tempestade, data de 1925 e, nos últimos 30 anos da sua vida, dedicou-se quase em exclusivo à revisão de uma parte das suas obras. Nada que abalasse a sua reputação do maior sinfonista finlandês, e um dos mais representativos da sua geração, contudo, pelo que pôde viver dos louros... e da pensão vitalícia que lhe tinha sido atribuída em 1897, evidentemente!

Depois de efectuados os primeiros estudos musicais em Helsínquia, na segunda metade da década de 1880, Sibelius prosseguiu-os em Berlim, cidade onde permaneceu entre 1889 e 1890, para estudar contraponto com o professor, e igualmente compositor, Albert Becker (1834-1899). Aí teve a oportunidade de assistir a concertos ao vivo com várias celebridades já nossas conhecidas, como Hans von Bülow (1830-1894) e Joseph Joachim (1831-1907), além de ter travado conhecimento com Ferruccio Busoni (1866-1924). Depois de uma breve estadia em Helsínquia, Sibelius iria assentar arraiais em Viena, onde viveria entre 1890 e 1891 para continuar os estudos musicais, primeiro com Karl Goldmark (1830-1915) e depois com Robert Fuchs (1847-1927).

Foi nessa cidade que, instado por Goldmark a investir mais nas suas composições, Sibelius começou magicar a Sinfonia Kullervo, obra que terminaria em Abril de 1892, já no seu país natal. Um misto de sinfonia, poema sinfónico e cantata, Kullervo baseia-se na epopeia nacional finlandesa Kalevala, compilada pela etnógrafo Elias Lönnrot (1802-1884). A estreia, a 28 de Abril de 1892, foi um sucesso, o primeiro de Sibelius que, contudo, nunca mais permitiu que a obra fosse interpretada. Tal só viria a acontecer na década seguinte à do seu falecimento, sem que, contudo, viesse a atingir a popularidade de outras obras do compositor. Irrelevante para este vosso amigo, claro, e fosse o CD um LP e já estaria assim para o transparente...

Hoje assinala-se o cinquentenário do falecimento de Jean Sibelius.




Jean Sibelius
Kullervo.
Peter Mattei (barítono), Monica Groop (meio-soprano)
Men of the London Symphony Chorus
London Symphony Orquestra
Colin Davis
LSO Live LSO0574
(2005)


Internet

Jean Sibelius
Jean Sibelius / Helsinki.fi / Kullervo by Jean Sibelius / Guardian / Virtual Finland / Classical Music Pages / Wikipedia / Jean Sibelius

Sem comentários:

Enviar um comentário