24/10/2007

Lugares #168

Nos últimos tempos o compositor Edward Elgar (1857-1934) tem estado em destaque cá em casa, a propósito de um discos que tenho estado a ouvir atentamente: um deles, um disco triplo de que aqui falarei um dia, foi lançado já este ano pelas Elgar Editions, com gravações efectuadas entre a segunda metade da década de 1930 (a grande maioria) e 1950 (apenas uma obra); e um outro que acompanhou um número da revista da BBC que saiu há uns meses atrás, e que nos traz a Sinfonia Nº2. Um maestro já nosso conhecido, o inglês Malcolm Sargent (1895-1967) é outro dos pontos comuns entre estes discos, sendo de referir que as gravações foram efectuadas com uma diferença de quase 30 anos!

É sabido que os primeiros tempos de Elgar como compositor não foram nada fáceis, o reconhecimento demorou a chegar e o dinheiro não abundava. Daí a decisão do casal se mudar para Londres em 1889, depois de já lá ter dado o nó no dia 8 de Maio desse ano, crente de que as coisas seriam mais fáceis nessa cidade. A cerimónia teve lugar no London Oratory, uma igreja terminada apenas 5 anos antes e que, por estar situada na Brompton Road, é conhecida como o Brompton Oratory. Erradamente, dizem-nos constantemente, mas não fomos nós que lhe colocámos o nome...

A (bela...) fotografia aqui exibida só foi possível pelo facto de o autor ter ostensivamente ignorado os avisos espetados à entrada e, de máquina em riste, ter conseguido disparar furtivamente um par de vezes. Ainda longe dos níveis das actuações dos turistas japoneses, reconheço com alguma inveja, que conseguem manter aquelas expressões impassíveis enquanto as tiram a torto e a direito, com ou sem avisos e com guardas ou sem eles. Hei-de lá chegar...


Internet

Brompton Oratory
The London Oratory / Britain Express / British History Online / Wikipedia

Sem comentários:

Enviar um comentário