22/11/2007

CDs #142: Ian Bostridge, Britten

Em Dezembro de 2005 falei aqui pela primeira vez do tenor inglês Ian Bostridge (1965-) e, nessa altura, referi que o admirava especialmente em Mozart (1756-1791), Schubert (1797-1828) e Schumann (1810-1856). Dois meses depois congratulei-me com o facto de ir assistir ao vivo a um recital seu, onde cantaria os ciclos de canções Kernerlieder e Dichterliebe, de Schumann, e pude então comprovar a excelência de Bostridge no lieder alemão.

Há menos de 3 meses, por outro lado, convidei para aqui aquele que terá sido o mais famoso trompista de sempre, o inglês Dennis Brain (1921-1957); ao apresentá-lo referi o facto de conceituados compositores seus contemporâneos lhe terem escrito obras, como Malcolm Arnold (1921-2006), Paul Hindemith (1895-1963) e o seu compatriota Benjamin Britten (1913-1976).

Britten foi igualmente visita regular aqui do desNorte: comecei pela sua Sinfonia da Requiem, prossegui com a ópera Albert Herring, e em Dezembro do ano passado trouxe para aqui um disco com o War Requiem. Quando falei da ópera aproveitei ainda a oportunidade para mencionar o facto de a estreia ter contado com o tenor Peter Pears (1910-1986), um dos intérpretes favoritos de Britten e seu parceiro das lides musicais durante muitos anos.

O disco que aqui trago hoje, apenas com obras de Britten, tinha então todos os condimentos para me cair no goto:

A parte vocal a cargo de Bostridge.
Uma das obras, Serenade, foi originalmente escrita para Dennis Brain.
A obra com que abre o disco, Les Illuminations, apesar de originalmente dedicada ao soprano Sophie Wyss, acabou por ter em Peter Pears o seu mais emblemático intérprete. Britten iria mesmo gravá-la duas vezes com Pears, em 1941 e em 1966.
A última obra presente, Nocturne, foi dedicada a Alma Mahler (1879-1964), outra nossa conhecida, e estreada por Peter Pears em Outubro de 1958. No ano seguinte Britten e Pears gravá-la-iam, para a editora Decca.
Temos ainda Simon Rattle à frente da Orquestra Filarmónica de Berlim, pelo que... extraordinárias audições garantidas!

Benjamin Britten nasceu há 94 anos, no dia 22 de Novembro de 1913.




Benjamin Britten
Les Illuminations, Op.18. Serenade, Op.31. Nocturne, Op.60.
Ian Bostridge (tenor), Radek Baborák (trompa)
Berliner Philharmoniker
Simon Rattle
EMI Classics 5 58049-2
(2005)


Internet

Benjamin Britten
MusicWeb Internation / Classical Music Pages / Britten Pears Foundation / Classical Net / Wikipedia / Boosey & Hawkes / Naxos / Opera Glass

2 comentários:

  1. realmente confesso a minha ignorância, mas vou aprendendo...embora adore a música.

    ResponderEliminar
  2. Compre o bilhetinho pela net por 6 libras mais uma de taxa, e vá ao Barbican entre 7 e 9 de dezembro:

    Britten Billy Budd

    London Symphony Orchestra
    Daniel Harding conductor
    Ian Bostridge Captain Vere
    Nathan Gunn Billy Budd
    John Relyea Claggart
    Neal Davies Mr Redburn
    Jonathan Lemalu Mr Flint
    Matthew Rose Lieutenant Ratcliffe
    Alasdair Elliott Red Whiskers
    Daniel Teadt Donald
    Matthew Best Dansker
    Andrew Kennedy Novice
    Andrew Tortise Squeak
    Adam Green First Mate
    Mark Stone Bosun
    Darren Jeffery Second Mate/Gunner's Mate
    Andrew Staples Maintop
    Roderick Williams Novice's Friend/Arthur Jones
    Gentlemen of the London Symphony Chorus

    ResponderEliminar