04/12/2007

Lugares #171

De Carlos Relvas (1838-1894), aqui apresentado pela primeira vez neste blogue, já dissemos ter sido um proeminente fotógrafo, inventor, cavaleiro tauromáquico, desportista e lavrador, além de um dedicado amante das artes. Não dissemos, mas dizemos agora, que foi igualmente um fervoroso monárquico, ao contrário do seu filho José Relvas (1858-1929), um republicano convicto que foi quem, em Outubro de 1910, anunciou da varanda dos Paços do Concelho, em Lisboa, a queda do regime monárquico.

Do pai, José Relvas herdou seguramente o gosto pelas artes, como o comprova o notável espólio que ainda hoje se pode apreciar na casa que construiu em Alpiarça, a Casa dos Patudos. Tinha em particular um fraquinho pelas artes musicais, ao ponto de alguém ter chegado a afirmar que "nessa casa amam-se todas as artes mas só uma se cultiva: a Música". Tocava violino, chegou a formar um quinteto de música de câmara e privou com músicos de craveira internacional, como Pablo Casals (1876-1973) e a nossa Guilhermina Suggia (1885-1950). Aquando da visita que efectuámos à Casa dos Patudos no mês passado afiançaram-nos mesmo que José Relvas chegou a tocar com Guilhermina Suggia, provavelmente (assumimos nós) num dos inúmeros serões culturais que organizou em sua casa.




Notável: começámos pelo pai, de quem admirámos o pioneirismo na arte fotográfica e, dois anos depois, descobrimos o filho, empresário de sucesso, grande amante das artes em geral e das musicais em particular, músico amador e... conhecido da grande violoncelista Guilhermina Suggia! A nossa satisfação requeria uma comemoração condigna, objectivo que facilmente atingimos aqui. Grande dia!


Internet

José Relvas
O Portal da História / Câmara Municipal de Alpiarça / Wikipédia / Indústrias Culturais / Casa Museu dos Patudos

2 comentários:

  1. http://www.caoamarelo.org/05/12/07, 20:08

    http://www.caoamarelo.org/



    O C Ã O A M A R E L O de qinta a domingo , exposição de kim na velha
    estação da CP a vos deslumbrar de cores, os Ervas Daninhas no Bar da GNR, curtas no
    auditório,
    bom dia

    ResponderEliminar
  2. mudaste de email ? O teu dá-me erro sempre que agora te envio... dá-me o actual.

    Um abraço,

    Sérgio Bruno

    ResponderEliminar