08/03/2008

SACDs #15: Strauss, Don Quixote, Don Juan

Os poemas sinfónicos, formalmente introduzidos por Franz Liszt (1811-1886), são composições orquestrais inspiradas em temas não musicais, e geralmente compostas de um andamento só. Geralmente mas nem sempre, está bom de ver, e Richard Strauss (1864-1949), no seu poema sinfónico Don Quixote, dá-nos, após a introdução e o tema, 10 variações sobre este, cada uma delas descrevendo uma aventura distinta do herói de Miguel de Cervantes (1547-1616).

Strauss tinha anteriormente escrito 5 poemas sinfónicos, e na altura em que meteu mãos à obra neste, em 1897, era já um compositor consagrado. De um deles, Also sprach Zarathustra, falámos aqui em Março de 2006, onde referimos a controvérsia que envolveu a obra. Don Quixote, embora a outro nível, também não se livrou de algumas peripécias. Se a estreia, em Munique, a 8 de Março de 1898, passam hoje 110 anos, correu normalmente, já a parisiense, em 1900, não foi exactamente assim: o poema de Strauss revela o ambiente burlesco do original de Cervantes, e parte do público dos Concertos Lamoureux de Paris, por alguém descrito como "quanto menos músico é, mais se põe a cavalo do bom gosto musical", pensou que estava a ser gozada e desatou a vaiar a obra no final...

Neste disco temos ainda Don Juan, um poema sinfónico escrito por Strauss em 1888. Em ambas as obras a Orquestra Sinfónica de Chicago é dirigida pelo maestro de origem húngara Fritz Reiner (1888-1963), que conheceu pessoalmente Richard Strauss, de quem estreou várias obras e foi um dos grandes promotores. Grande disco...




Richard Strauss
Don Quixote, Op.35. Don Juan, Op.20.
Chicago Symphony Orchestra
Fritz Reiner
RCA Red Seal 88697046042
(1954, 1959)


Internet

Richard Strauss
Richard Strauss Online / Classical Music Pages / Classical Net / The Richard Strauss Page / Wikipedia / mfiles

Fritz Reiner
Classical Notes / Chicago Symphony Orchestra / Wikipedia

Sem comentários:

Enviar um comentário