19/06/2008

Concertos #67

A maior parte das composições de Edward Elgar (1857-1934) datam do período entre 1890 e 1914. A partir daí pouco compôs, incomodado e desiludido com os trilhos guerreiros que o mundo seguia. Em 1919 voltou ao trabalho e, depois de ter escrito alguma música de câmara (uma sonata para violino e piano, um quinteto com piano e um quarteto de cordas, obras estreadas em Maio desse ano), iniciou a escrita de um concerto para violoncelo e orquestra. Sabe-se que a 2 de Junho de 1919, por altura do seu 62º aniversário, já tinha a obra bastante avançada, tendo tocado ao piano uma boa parte dela para o seu visitante desse dia, o maestro Landon Ronald (1873-1938).

Poucos dias depois foi a vez do violoncelista inglês Felix Salmond (1888-1952) visitar o compositor, tendo interpretado algumas passagens da obra e ficado "deliciado e encantado". No início de Agosto a obra ficaria finalizada, tendo a estreia ocorrido no dia 27 de Outubro de 1919, com Salmond no violoncelo e Elgar a dirigir a Orquestra Sinfónica de Londres. O sucesso não foi por aí além por, aparentemente, a interpretação ter sofrido do pouco tempo de ensaios havido.

Um dos membros da orquestra que participou nessa estreia foi o violoncelista John Barbirolli (1899-1970), que bastantes anos mais tarde, em 1965, gravou em estúdio este concerto com a violoncelista Jacqueline du Pré (1945-1987), aquela que é ainda hoje considerada a gravação de referência. Esta violoncelista havia ganho, em meados da década de 1950, o Prémio Guilhermina Suggia, com o júri a ser presidido precisamente por Barbirolli. Em 1970 este prémio foi atribuído ao violoncelista inglês Steven Isserlis (1958-), que vamos ter o prazer de ouvir no próximo Domingo na Casa da Música, e logo a interpretar esta obra! Excelente forma de celebrar Guilhermina Suggia (1885-1950), na passagem dos 75 anos sobre a data em que tocou pela primeira vez este concerto em público.


Edward Elgar
Concerto para Violoncelo e Orquestra em mi menor, Op.85.
Steven Isserlis (violoncelo)
Orquestra Nacional do Porto
Joseph Swensen


Internet

Edward Elgar
The Elgar Society / Elgar Birthplace Museum / Edward Elgar / Naxos / Guild / Boosey & Hawkes / Chester Novello / Karadar Classical Music / Classical Archives / Wikipedia

3 comentários:

  1. Pois é. Até neste pequeno detalhe Rimsky-Korsakov é injustamente esquecido.
    Caro amigo Heitor podia linkar o meu blogue.

    ResponderEliminar
  2. Caro amigo Heitor

    o seu blogue está maravilhoso que eu nem sei o que devo dizer.

    Abraços

    Miguel

    ResponderEliminar
  3. Não é em relação a este concerto que um maestro famoso - não me lembro do nome - deixou de interpretar depois do falecimento da jacqueline ?

    ResponderEliminar