17/06/2008

Obras Orquestrais #17: Feu d'Artifice, de Igor Stravinsky

Nikolai Rimsky-Korsakov (1844-1908), membro do grupo d'Os Cinco e (também por isso) uma das figuras cimeiras da escola nacionalista russa, associou à composição a actividade de pedagogo, tendo tido como alunos, entre outros, Alexander Glazunov (1865-1936), Sergei Prokofiev (1891-1953) e Igor Stravinsky (1882-1971). Stravinsky teve aulas com Rimsky-Korsakov entre 1902 e 1908. Na Primavera de 1908, e num curto espaço de 6 semanas, Stravinsky compôs Feu d'Artifice, uma pequena peça orquestral destinada a mostrar ao seu tutor as habilidades de que já era capaz. Quis o destino que nunca viesse a ter a possibilidade de a mostrar ao seu mestre, dado Rimsky-Korsakov ter falecido em Junho desse ano.

A estreia de Fogo de Artifício, há 100 anos, contudo, acabou por ser um marco decisivo na carreira do jovem compositor. É que a ela assistiu o empresário Sergei Dhiagilev (1872-1929) que, na altura, andava à procura do compositor adequado para os seus bailados (um que, entre outras coisas, escrevesse música eminentemente russa). Terá ficado impressionado com as obras de Stravinsky, o suficiente para lhe fazer o convite, cujo primeiro resultado foi O Pássaro de Fogo, estreado em Junho de 1910, e que foi o primeiro grande sucesso do compositor russo.

Ou de como uma pequena peça orquestral ajudou a moldar a música do século XX...


CDs



Igor Stravinsky
Petrushka. Le chant du rossignol. Fireworks, Op.4.
Vienna Philharmonic Orchestra
Lorin Maazel
RCA Red Seal 74321 57127-2

Igor Stravinsky
The Firebird - Suite. Symphony No.1.
Fireworks, Op.4. Scherzo Fantastique.
St Petersburg Philharmonic Orchestra
Vladimir Ashkenazy
Decca 448 812-2

Igor Stravinsky
The Firebird. Scherzo à la russe. Scherzo fantastique, Op.3.
Fireworks, Op.4.
The Columbia Symphony Orchestra
Igor Stravinsky
CBS Masterworks MK 42432
(1961, 1962, 1963)



Internet

Igor Stravinsky
Classical Music Pages / Island of Freedom / The Internet Public Library / Essentials of Music / Karadar Classical Music / Naxos / Boosey & Hawkes / Wikipedia

4 comentários:

  1. Pois é. Até neste pequeno detalhe Rimsky-Korsakov é injustamente esquecido. Desculpem-me falar de Korsakov num post dedicado a Stravinsky mas acontece que Scherazade foi durante muitos anos a minha sinfonia preferida ...

    ResponderEliminar
  2. não há dúvida, este blog caminha como uma enciclopédia.
    cumprimentos

    ResponderEliminar
  3. Tem razão, Rimsky-Korsakov está longe de ter o reconhecimento que merece. É mais um de uma longa lista...

    Heitor

    ResponderEliminar
  4. Caro AJB,

    Obrigado. Continuo a ser um admirador das suas persistentes martelas!


    Heitor

    ResponderEliminar