26/01/2009

Sinfonias #34: Sinfonia Nº2, de Sergei Rachmaninov

Depois de ter estudado no de S. Petersburgo, Sergei Rachmaninov (1873-1943) prosseguiria os estudos no Conservatório de Moscovo, não tendo passado muito tempo até que o seu talento desse nas vistas, chegando mesmo a receber uma palmadinha nas costas de um já na altura (por volta de 1890) conceituado Piotr Ilyich Tchaikovsky (1840-1893). Esperar-se-ia assim uma entrada de rompante no mundo musical, e a medalha de ouro que o Conservatório lhe atribuiu em 1892 pela ópera Aleko só veio reforçar as expectativas.

O desastre da estreia da Sinfonia Nº1, em Março de 1897, contudo, lançou o compositor numa profunda depressão, que o levou a nada compor nos 3 anos seguintes. O regresso ficaria principalmente marcado pelo sucesso da estreia do Concerto para Piano Nº2, em Outubro de 1901. Uns anos depois, em 1906, já Rachmaninov tinha granjeado um enorme prestígio, não só como compositor mas também como pianista, lá ganhou coragem para iniciar a escrita da Sinfonia Nº2, embora receoso de que o desastre de há quase 10 anos atrás se voltasse a repetir. Ao ponto de, depois de a ter terminado (escreveu-a entre 1906 e 1907), ter manifestado o seu desencanto pelo resultado final, e confessado que "não tinha nascido para compor sinfonias". Em 1908, todavia, e depois de uns retoques na sinfonia, acabou ele mesmo por estreá-la, no dia 26 de Janeiro, com uma recepção entusiástica por parte do público presente. Como "um bem nunca vem só", esta obra valeu-lhe ainda um Prémio Glinka, criado em 1884 por Mitrofan Belyayev (1836-1904) e que, entre outros, já havia sido anteriormente atribuído a Tchaikovsky.


CD



Sergei Rachmaninov
Symphonies - No.1 in D minor, Op.13. No.2 in E minor, Op.27;
No.3 in A minor, Op.44.
Royal Concertgebouw Orchestra
Vladimir Ashlenazy
Decca 448 116-2


Internet

Sergei Rachmaninov
Classical Music Pages / Clássicos / P. Q. P. Bach / BBC / Naxos / Humanities Web / Guild Music / Classical Net / Bach Cantatas Website / The Musical Times / Wikipedia

Sem comentários:

Enviar um comentário