04/10/2009

CDs #212: Bach, Goldberg Variations, Partita No.5, Glenn Gould

A primeira gravação completa das Variações Goldberg de Johann Sebastian Bach (1685-1750) foi efectuada em 1933 por Wanda Landowska (1879-1959), uma cravista de que por aqui já falei. A pianista norte-america Rosalyn Tureck (1914-2003) iria gravá-las mais tarde, já na segunda metade da década de 1940, mas aquela que será porventura a gravação de referência desta obra do grande mestre alemão foi efectuada em 1955 pelo pianista canadiano Glenn Gould (1932-1982), que já passou também por este canto virtual.

A década de 1950 deixou-nos um conjunto apreciável de extraordinárias gravações, mas esta de Gould merece uma referência particular, por inesperada, vinda de um pianista na altura ainda pouco conhecido. Gould já tinha tido a ousadia de tocar esta obra na sua estreia em solo americano, em Janeiro de 1955, causando tal impacto que a Columbia lhe propôs um contrato, editora esta para a qual Gould gravaria até ao fim dos seus dias. Logo em Junho desse ano Gould iria então efectuar a gravação das Variações Goldberg nos estúdios da Columbia em Nova Iorque, valendo-lhe o imediato reconhecimento internacional. Caso (muito) raro na indústria discográfica, esta gravação nunca deixou de estar disponível no mercado desde então, e já lá vão mais de 50 anos...

Adverso a gravar a mesma obra duas vezes, as Variações Goldberg foram uma das poucas excepções, pois gravá-las-ia de novo em 1981. Uma das suas última gravações, por sinal, Glenn Gould viria a falecer a 4 de Outubro do ano seguinte, passam hoje 27 anos.




Johann Sebastian Bach
Partita No.5 in G major, BWV829. Goldberg Variations, BWV988.
Glenn Gould (piano)
Naxos Historical 8.111247


Internet



Glenn Gould
Glenn Gould / The Glenn Gould Archive / glenngould.org / Glenn Gould: The Sounds of Genius / Glenn Gould Foundation / Bach Cantatas Website / The Ecstasy of Glenn Gould / International Herald Tribune / The Canadian Encyclopedia / Wikipedia

Sem comentários:

Enviar um comentário