04/03/2012

Maestros #55: Bernard Haitink (1929-)

Em Agosto de 2005 tive a oportunidade de assistir a um concerto na Casa da Música em que a Orquestra de Jovens da União Europeia, sob a regência do maestro holandês Bernard Haitink, interpretou a Sinfonia Nº7 do compositor Gustav Mahler (1860-1911). Na altura referi o meu especial apreço por este maestro, em particular pelas suas interpretações das obras de dois dos maiores sinfonistas de todos os tempos, os austríacos Gustav Mahler e Anton Bruckner (1824-1896).

Quando me comecei a interessar mais por estas coisas da música Haitink era o maestro principal da Royal Concertgebouw Orchestra, de Amesterdão, posto que ocupou entre 1964 e 1988. Curiosamente, o fim dessa relação esteve relacionado com a decisão do governo holandês de cortar parte dos subsídios atribuídos à orquestra e que, na opinião do maestro, iriam colocar em causa a qualidade da mesma; em desacordo com a decisão Haitink pôs-se a andar, e só uns bons anos mais tarde voltaria a dirigi-la. Se por cá os nossos responsáveis, em face da situação que vivemos, decidirem tomar decisões semelhantes, vamos registar uma emigração cultural com uma dimensão nunca anteriormente vista...

Bernard Haitink nasceu há 83 anos, no dia 4 de Março de 1929. Por coincidência, foi também num dia 4 de Março, mas do ano de 1895, que Gustav Mahler, conduzindo a Orquestra Filarmónica de Berlim, estreou os 3 primeiros andamentos da Sinfonia Nº2, a primeira a incluir vozes. Um dia hei-de aqui voltar a esta sinfonia e à sua atribulada gestação, que incluiu a apresentação ao piano feita pelo próprio Mahler ao reputado maestro Hans von Bülow (1830-1894), e em que este passou o tempo com os dedos enfiados nos ouvidos...


CD



Gustav Mahler
Symphony No.2 in C minor, 'Resurrection'.
Miah Persson (soprano), Christianne Stotijn (meio-soprano)
Chicago Symphony Chorus
Chicago Symphony Orchestra
Bernard Haitink
CSO Resound CSOR901 916
(2009)


Internet



Bernard Haitink
allmusic / Chicago Symphony Orchestra / The Guardian / Askonas Holt / Fundação Calouste Gulbenkian / The New York Times / The Telegraph / ArkivMusic / Chicago Sun-Times / Wikipedia

1 comentário:

  1. Haitink, que regente! Parabéns pelo aniversários. Que sua frutífera vida siga por muitos anos.

    ResponderEliminar