13/05/2012

Concertos para Piano #14: Concerto para Piano Nº2, de Camille Saint-Saëns

O meu professor de inglês do ensino secundário, o professor Macedo, era um calmeirão bem disposto, dotado de um agudo sentido de humor, nunca deixando sem um comentário adequado as nossas respostas mais disparatadas. Quando estas passavam o limite do imaginável limitava-se a disparar um "a ignorância é muito atrevida", ao mesmo tempo que as bochechas bem guarnecidas ajudavam a compor um largo sorriso, que tão bem recordo passados todos estes anos.

Pois a ignorância, no caso a minha, continua a fazer das suas, e foi por via dela que este blogue agora tem o aspecto que tem. Ao procurar resolver um pequeno problema com a template do desNorte, fui brindado com uma mensagem do Blogger informando-me de que esta, pela sua antiguidade, tinha sido descontinuada e que, por via disso, não era mais possível disponibilizar qualquer tipo de suporte. Não dando a velha havia que espetar com uma nova em cima, pensei, o que foi rapidamente executado e com os resultados que estão à vista: as várias ligações que tanto trabalharam deram a preparar (para blogues, orquestras, editoras, etc.) desapareceram completamente e já desisti de as tentar repor. O que vale é que, sendo o número de leitores (muito) pequeno, as consequências nunca serão devastadoras...

Como o foram, por exemplo, e agora estou de volta ao tema habitual que por aqui nos mantém entretidos, no dia 28 de Junho de 1928, quando um incêndio destruiu o interior da Salle Pleyel, em Paris, palco das estreias de obras de vários compositores consagrados. Uma delas foi do Concerto para Piano Nº2 do compositor francês Camille Saint-Saëns (1835-1921), uma obra que, curiosamente, foi composta precisamente por causa dessa sala. É que o já nosso bem conhecido pianista Anton Rubinstein (1829-1894) tinha pedido a Saint-Saëns que lá lhe organizasse um concerto mas, como a sala já tinha ocupação para as 3 semanas seguintes, o compositor achou que teria tempo para preparar algo de novo, até como compensação pela demora. O pouco tempo de gestação não impediu que, com os anos, este se viesse a revelar o mais popular dos 5 concertos para piano que escreveu. A falta de tempo de preparação não evitou, contudo, o falhanço da estreia, ocorrida no dia 13 de Maio de 1868, passam hoje 144 anos.


CDs



Camille Saint-Saëns
Piano Concertos - No.1 in D, Op.17; No.2 in G minor, Op.22; No.3 in E flat, Op.29;
No.4 in C minor, Op.44; No.5 in F, Op.103.
Stephen Hough (piano)
City of Birmingham Symphony Orchestra
Sakari Oramo
Hyperion CDA67331/2
(2000)

Camille Saint-Saëns
Piano Concertos. Violin Concertos - No.1; No.3. Cello Concertos - No.1; No.2.
Symphony No.3, 'Organ'.
Pascal Rogé (piano), Kyung-Wha Chung (violino), Lynn Harrell (violoncelo),
Peter Hurford (órgão)
Montreal Symphony Orchestra
Charles Dutoit
Decca 475 465-2

Camille Saint-Saëns
Piano Concertos - No.2, Op.22; No.5, 'Egyptian', Op.103.
César Franck
Symphonic Variations.
Jean-Yves Thibaudet (piano)
Suisse Romande Orchestra
Charles Dutoit
Decca 475 8764

Ludwig van Beethoven
Piano Concerto No.4, Op.58.
Camille Saint-Saëns
Piano Concerto No.2, Op.22.
Heitor Villa-Lobos
Prole do bebê, Book I - Moreninha; Pobrezinha; Polichinelle.
Frédéric Chopin
Etude in E minor, Op.25 No.5. Scherzo in B flat minor, Op.31.
Artur Rubinstein (piano)
BBC Symphony Orchestra, Rudolf Schwarz
London Philharmonic Orchestra, Antál Dorati
BBC Legends BBCL4216-2
(1957, 1958, 1967, 1968)

Robert Schumann
Piano Concerto, Op.54.
Edvard Grieg
Piano Concerto, Op.16.
Camille Saint-Saëns
Piano Concerto No.2, Op.22.
Howard Shelley (piano)
Orchestra of Opera North
Howard Shelley
Chandos CHAN10509
(2008)

Internet



Camille Saint-Saëns

Sem comentários:

Enviar um comentário