05/10/2012

Obras Vocais #9: Sea Pictures, de Edward Elgar

Caroline Alice Elgar (1848-1920) foi uma escritora inglesa autora de várias obras poéticas e de ficção; foi também a esposa do compositor inglês Edward Elgar (1857-1934) que, para a segunda das canções do ciclo que compôs em 1844, Sea Pictures, utilizou um dos seus poemas, adaptado na altura para a nova finalidade:

Closely let me hold thy hand,
Storms are sweeping sea and land;
Love alone will stand.

Closely cling, for waves beat fast,
Foam-flakes cloud the hurrying blast;
Love alone will last.

Kiss my lips, and softly say:
"Joy, sea-swept, may fade-to-day;
Love alone will stay".

Para as restantes 4 canções do ciclo Elgar socorreu-se de poemas de outros tantos poetas de língua inglesa (3 ingleses e um australiano): Roden Nodel (1834-1894), Elizabeth Barrett Browning (1806-1861), Richard Garnett (1835-1906) e Adam Lindsay Gordon (1833-1870), o estrangeiro do grupo.

A estreia de Sea Pictures ocorreu no dia 5 de Outubro de 1899, passam hoje 113 anos, com o próprio Elgar a dirigir a orquestra (este ciclo é suposto ser interpretado por contralto + orquestra, havendo, contudo, uma versão simplificada para contralto/meio-soprano e piano).

Uma das gravações mostradas mais abaixo tem como intérprete Clara Butt (1872-1936), precisamente o contralto que Elgar tinha em mente quando escreveu este ciclo.


CDs



Edward Elgar
The Music Makers, Op.69. Sea Pictures, Op.37.
Sarah Connolly (meio-soprano)
Bournemouth Symphony Chorus
Bournemouth Symphony Orchestra
Simon Wright
Naxos 8.557710
(2006)

Edward Elgar
Symphony No.1, Op.55. Sea Pictures.
Janet Baker (contralto)
London Philharmonic Orchestra
Vernon Handley
LPO LPO0046
(1984)


Internet




Edward Elgar

Sem comentários:

Enviar um comentário