29/01/2012

Obras Vocais #8: Kindertotenlieder, de Gustav Mahler

O poeta alemão Friedrich Rückert (1788-1866) celebrizou-se pelas excelentes traduções que efectuou das línguas orientais, assim como pela veia orientalista da sua própria obra poética. Em 1834, e na sequência do falecimento dos seus dois filhos, escreveu o conjunto de poemas Kindertotenlieder que, nos inícios da década de 1900 iriam estar na base de um ciclo de canções do compositor austríaco Gustav Mahler (1860-1911).

Estes não seriam os únicos poemas de Rückert que Mahler viria a musicar, pois por essa altura publicou um outro conjunto de 5 canções (que, ao contrário de Kindertotenlieder, não formam um ciclo), a que apropriadamente deu o nome de Rückert Lieder. Refira-se que Mahler foi apenas um dos muitos compositores que musicou poemas de Rückert, numa longa lista que inclui, por exemplo, Johannes Brahms (1833-1897), Franz Schubert (1797-1828), Robert Schumann (1810-1856), Richard Strauss (1864-1949) e Hugo Wolf (1860-1903).

O ciclo de canções Kindertotenlieder foi estreado há 107 anos, no dia 29 de Janeiro de 1905.


CDs




Gustav Mahler
Kindertotenlieder. Vier Lieder aus 'Des Knaben Wunderhorn'.
Lieder eines fahrenden Gesellen. Rückert-Lieder.
Siegfried Lorenz (barítono)
Gewandhausorchester, Kurt Masur
Berliner Sinfonie/Orchester, Günther Herbig
Staatskapelle Berlin, Otmar Suitner
Berlin Classics 0093972BC

Gustav Mahler
Symphonie Nº3 in D minor. Rückert-Lieder. Kindertotenlieder.
Martha Lipton, Jennie Tourel (meios-sopranos)
New York Philharmonic Orchestra
Leonard Bernstein
Sony Classical SM2K 61831


Gustav Mahler
Kindertotenlieder. Lieder eines fahrenden Gesellen. Fünf Rückert-Lieder.
Lieder und Gesänge - No.1, Frühlingsmorgen; No.3; No.5; No.10.
Stephan Genz (bar~tono), Roger Vignoles (piano)
Hyperion CDA67392
(2003)

Gustav Mahler
Symphony No.3 in D minor. Kindertotenlieder.
Kathleen Ferrier (contralto)
BBC Symphony Orchestra, Adrian Boult
Concertgebouw Orchestra, Otto Klemperer
Testament SBT21422

Ludwig van Beethoven
Egmont Overture.
Johannes Brahms
Symphony No.1.
Gustav Mahler
Kindertotenlieder.
George London (baixo-barítono)
Cologne Radio Symphony Orchestra
Otto Klemperer
Medici Masters MM005-2
(1955)


Internet



Friedrich Rückert
Biography of Friedrich Rückert / Poems Without Frontiers / allmusic / Encyclopædia Britannica / Wikipedia

Gustav Mahler
International Gustav Mahler Society Vienna / ipl2 / MusicWeb International / allmusic / Encyclopædia Britannica / Classical Net / Answers.com / Wikipedia

22/01/2012

Compositores #103: Henri Dutilleux (1916-)

O Prix de Rome, instituído em 1663 e destinado inicialmente a premiar jovens artistas nas áreas de arquitectura, pintura e escultura, estendeu-se aos domínios musicais a partir de 1803 e até à data da sua extinção (do prémio, não da música...), em 1968. Pelo caminho premiou respeitáveis compositores, como Hector Berlioz (1803-1869), Georges Bizet (1838-1875) ou Claude Debussy (1862-1918), mas ignorou outros do calibre de Camille Saint-Saëns (1835-1921) ou Maurice Ravel (1875-1937). Em 1938 premiou um jovem compositor francês, Henri Dutilleux (1916-), que se tinha apresentado a concurso com a cantata L'anneau de Roi; não teve muito tempo para gozar do prémio em sossego, pois um outro jovem, mais dado às artes da guerra, decidiu invadir a Polónia em Setembro do ano seguinte, e o mesmo viria a suceder à própria França, em Maio de 1940.

O facto de ser geralmente apresentado como um compositor que trabalha no duro pode levar-nos a antecipar uma extensa lista de obras de sua autoria, mas nada de mais errado: é que Dutilleux preza-se de preferir a qualidade à quantidade o que, aliado ao facto de ter desprezado todas as obras compôs até ao final da 2ª Guerra Mundial, faz com que a referida lista seja bem diminuta.

Ora, se a tudo isto adicionarmos o atraso que levo na actualização das minhas bases de dados (é já superior a 1 ano), então a lista de discos mais ou menos recomendáveis que apresento abaixo será inevitavelmente pequena. Caso falte alguma gravação recente já sabem quem é o culpado: o mensageiro, não há volta a dar-lhe.

Henri Dutilleux celebra hoje o seu 96º aniversário, tendo nascido no dia 22 de Janeiro de 1916.


CDs



Henri Dutilleux
Cello Concerto, 'Tout un monde lointain'.
Witold Lutoslawski
Cello Concerto.
Mstislav Rostropovich (violoncelo)
Orchestre de Paris
Serge Baudo, Witold Lutoslawski
EMI GROC 5 67867-2
(1974)

Conlon Nancarrow
String Quartet No.3.
Gyorgy Ligeti
String Quartet No.2.
Henri Dutilleux
Ainsi la nuit.
Arditti Quartet
Wigmore Hall Live WHLIVE0003
(2005)

Henri Dutilleux
Concerto for Violin and Orchestra, 'L'arbre des songes'. Concerto
for Cello and Orchestra, 'Tout un monde lointain...'.
Pierre Amoyal (violino), Lynn Harrell (violoncelo)
French National Orchestra
Charles Dutoit
Decca 444 398-2


SACDs



Henri Dutilleux
Cello Concerto, 'Tout un monde lointain'.
Trois Strophes sur le nom de Sacher.
Witold Lutoslawski
Cello Concerto. Sacher Variation.
Christian Poltéra (violoncelo)
ORF Vienna Radio Symphony Orchestra
Jac van Steen
BIS-SACD1777


Internet



Henri Dutilleux
Bach Cantatas Website / Pytheas Center for Contemporary Music / IRCAM / Classical Archives / allmusic / Wikipedia