26/06/2012

CDs #227: Jonas Kaufmann

Já há algum tempo que andava a seguir o tenor alemão Jonas Kaufmann (1969-), menos dado a espalhafatos que alguns dos seus mais mediáticos competidores, mas já dono de uma senhora reputação. Um seu anterior disco, Romantic Arias, recebeu encómios generalizados (ver, por exemplo, aqui), o mesmo tendo acontecido com aquele que aqui trago hoje, gravado em Dezembro de 2008 e editado em 2009 pela Decca. Desta vez, procurando evitar erros passados, não demorei a adquirir o disco...

Um outro motivo de interesse neste disco reside no maestro de serviço, o italiano Claudio Abbado (1933-), um dos meus preferidos e que, na minha modesta opinião, foi algo injustiçado durante a sua passagem por Berlim. Não foi grandemente apreciado enquanto lá esteve mas, para a defesa da minha tese, invoco algumas das extraordinárias gravações que efectuou (Beethoven, Brahms, Mahler, Mozart, Verdi, ...), já para não falar de várias outras que fez já depois de lá sair. Declaração de interesses: o facto de ser um grande intérprete de Mahler é o suficiente para que a minha admiração por Abbado não tenha limites...

Claudio Abbado nasceu há 79 anos, no dia 26 de Junho de 1933.




Wolfgang Amadeus Mozart
Die Zauberflöte - Dies Bildnis ist bezaubernd schön; Die Weisheitslehre
dieser Knaben... Wie stark ist nicht dein Zauberton.
Franz Schubert
Fierrabras - Was quälst du mich, o Miβgeschick!... In tiefbewegter Brust.
Alfonso und Estrella - Schon wenn beginnt zu tagen.
Ludwig van Beethoven
Fidelio - Gott! welch Dunkel hier!
Richard Wagner
Lohengrin - In fernem Land; Mein lieber Schwan!
Die Walküre - Winterstürme wichen dem Wonnemond.
Parsifal - Amfortas! - Die Wunde!; Nur eine Waffe taugt.
Jonas Kaufmann (tenor), Margarete Joswig (meio-soprano),
Michael Volle (baixo-barítono)
Coro del Teatro Regio di Parma
Mahler Chamber Orchestra
Claudio Abbado
Decca 478 1463


Internet



Jonas Kaufmann
Official Website / Jonas Kaufmann / Bach Cantatas Website / / Facebook / Wikipedia

Claudio Abbado
Deutsche Grammophon / Bach Cantatas Website / allmusic / Answers.com / The New York Times / Facebook / Wikipedia

10/06/2012

Quartetos de Cordas #9: Quarteto de Cordas Nº3, de Philip Glass

O compositor americano Philip Glass (1937-) foi um dos que mais contribuiu para a minha transição da música pop/rock para a música erudita, pelas pontes que ele próprio estabeleceu entre esses dois mundos. E assim, ao lote de músicos pelos quais eu nutria uma enorme admiração, como Brian Eno (1948-), David Byrne (1952-) ou Ravi Shankar (1920-), a partir de certa altura foi-se juntando Glass, que com todos eles colaborou. Primeiro com Shankar, que conheceu em Paris em meados da década de 1960, quando lá estudava com a nossa já muito bem conhecida compositora e professora Nadia Boulanger (1887-1979).

Terminados os estudos parisienses, em 1967 deu-se o regresso de Philip Glass a Nova Iorque, mas apenas em 1976 obteve o primeiro sucesso significativo, com a ópera Einstein on the Beach. Na década seguinte colaboraria com Paul Schrader (1946-) na banda sonora do filme Mishima: A Life in Four Chapters, sobre a vida do dramaturgo e novelista japonês Yukio Mishima (1925-1970). Dessa banda sonora Glass extrairia posteriormente um quarteto de cordas que, desse modo, ganharia vida própria, algo explicado pelo próprio compositor: "At the time of writing the film music, I anticipated the String Quartet section would be extracted form the film score and made into a concert piece in its own right".

A estreia pública do Quarteto de Cordas Nº3, "Mishima", teve lugar no dia 10 de Junho de 1985, passam hoje 27 anos.


CD



Philip Glass
String Quartets 1-4.
Carducci String Quartet
Naxos 8.559636
(2008)


Internet




Philip Glass

04/06/2012

Maestros #57: Serge Koussevitzky (1874-1951)

O nome de Henry Lee Higginson (1834-1919) não dirá muito a muita gente, mas a verdade é que este homem de negócios e filantropo ficará para a história como o fundador da Orquestra Sinfónica de Boston. Começou a trabalhar na ideia em 1856, mas apenas 25 anos depois, na Primavera de 1881, a coisa ganhou realmente forma, culminando no concerto inaugural da orquestra no dia 22 de Outubro desse mesmo ano.

Grande apreciador da tradição musical alemã, Higginson foi indo sucessivamente à Europa central recrutar os maestros titulares, numa lista de prestígio que incluiu, por exemplo, Arthur Nikisch (1855-1922), que a dirigiu entre 1889 e 1893. A este primeiro período da orquestra, o período alemão, seguiu-se, a partir de 1918, o período francês, com a entrada ao serviço de Henri Rabaud (1873-1949) que, contudo, só se aguentou no poleiro 1 ano, sendo substituído por Pierre Monteux (1875-1964), bem menos conservador que o seu antecessor e, curiosamente, grande apreciador da música... alemã. Outra curiosidade tem a ver com o facto de a orientação tendencialmente francesa da orquestra não ter sido interrompida com a entrada, em 1924, do maestro russo Serge Koussevitzky, por várias e boas razões:

  • Koussevitzky tinha vivido anteriormente em Paris, onde promoveu (e continuou a organizar mesmo depois de se mudar para os Estados Unidos) uma série de concertos (os "Concertos Koussevitzky");
  • A orquestra manteve uma política de recrutamento de músicos franceses ou com formação musical francesa, para assim garantir o ADN do conjunto.
O sucesso de Koussevitzky à frente da orquestra foi inegável, medido até pelo tempo em que lá se manteve como maestro principal: 25 anos (a anterior melhor marca era de 8...).

Serge Koussevitzky faleceu há 61 anos, no dia 4 de Junho de 1951.


CDs



Sergei Prokofiev
Symphony No.5 in B flat, Op.100. Piano Concerto No.3 in C, Op.26.
Sergei Prokofiev (piano)
Boston Symphony Orchestra, Serge Koussevitzky
London Symphony Orchestra, Piero Coppola
Dutton Laboratories CDBP9706
(1946)

Modest Mussorgsky
Pictures at an Exhibition.
Maurice Ravel
Rapsodie espagnole. Ma Mere l'Oye. Bolero.
Boston Symphony Orchestra
Serge Koussevitzky
Naxos Historical 8.110154
(1930, 1945, 1947)

Great Conductors of the 20th Century - Serge Koussevitzky
Piotr Ilyich Tchaikovsky
Symphony No.5 in E minor, Op.64.
Sergei Rachmaninov
The Isle of the Dead, Op.29.
Franz Liszt
Mephisto Waltz No.1, S110.
Jean Sibelius
Symphony No.7 in C major, Op.105.
Roy Harris
Symphony No.3.
Ludwig van Beethoven
Symphony No.5 in C minor, Op.67.
Boston Symphony Orchestra
BBC Symphony Orchestra
London Philharmonic Orchestra
 EMI / IMG Artists 5 75118-2
(1933, 1934, 1936, 1939, 1944, 1945)

Richard Strauss
Don Juan. Op.20.
Béla Bartók
Concerto for Orchestra, Sz116.
Igor Stravinsky
Elegiac Chant - Ode.
Carl Maria von Weber
Oberon - Overture.
Boston Symphony Orchestra
Serge Koussevitzky
Guild GHCD2321
(1943-48)

Ralph Vaughan Williams
Symphony No.5 in D.
Piotr Ilyich Tchaikovsky
Francesca da Rimini, Op.32.
Modest Mussorgsky
Khovanshchina - Prelude. A Night on the Bare Mountain.
Boston Symphony Orchestra
Serge Koussevitzky
Guild GHCD2324
(1943-48)

Richard Wagner
Der fliegende Hollander: Overture. Lohengrin - Act I: Prelude.
Parsifal - Act I: Prelude; Act III: Good Friday Spell. Siegfried Idyll.
Johannes Brahms
Academic Festival Overture, Op.80.
Boston Symphony Orchestra
Serge Koussevitzky
Naxos Historical 8.111283
(1946, 1947, 1949)

Serge Koussevitzky - A Conductor of the 20th Century
Wolfgang Amadeus Mozart
Symphony No.34 in C major, K338.
Ludwig van Beethoven
Symphony No.5 in C minor, Op.67.
Franz Schubert
Symphony No.8 in B minor, D759, 'Unfinished'.
Hector Berlioz
La Damnation de Faust, Op.24. Harold en Italie, Op.16.
Piotr Ilyich Tchaikovsky
Romeo and Juliet Overture.
Johannes Brahms
Symphony No.4 in E minor, Op.98. Academic Festival Overture, Op.80.
Richard Wagner
Der fliegende Holländer - Overture.
Richard Strauss
Till Eulenspiegels lustige Streiche, Op.28.
Franz Liszt
Mephisto Waltz No.1.
Jean Sibelius
Symphony No.2 in D major, Op.43.
Boston Symphony Orchestra
Serge Koussevitzky
United Archives UAR022

Ludwig van Beethoven
Violin Concerto in D, Op.61.
Johannes Brahms
Violin Concerto in D, Op.77.
Jascha Heifetz (violino)
NBC Symphony Orchestra, Arturo Toscanini
Boston Symphony Orchestra, Serge Koussevitzky
Naxos Historical 8.110936
(1939, 1940)

William Kapell Plays Khachaturian 
Aram Khachaturian 
Piano Concerto in D flat. 
Ludwig van Beethoven 
Piano Concerto No.2 in B flat, Op.19. 
Dmitri Shostakovich 
Preludes, Op.34 - No.5 in D; No.10 in C sharp minor; No.24 in D minor. 
William Kapell (piano)
NBC Symphony Orchestra,
Vladimir Golschmann
Boston Symphony Orchestra, Serge Koussevitzky
Dutton Laboratories CDBP9701
(1944, 1946)

Ludwig van Beethoven
Piano Concerto No.2 in B flat, Op.19.
Franz Schubert
Moment musical, D780 No.3. Waltzes - D145, Nos.2 & 6; D365, Nos.26, 32 & 34.
German Dances, D783 - Nos.6 & 7. Ländler, D734 - Nos.1 & 2. Impromptu, D935 No.2.
Claude Debussy
Children's Corner.
Dmitri Shostakovich
Three Preludes, Op.34.
Frédéric Chopin
Piano Sonata No.2 in B flat minor, Op.35.
Aram Khachaturian
Piano Concerto.
Sergei Rachmaninov
Rhapsody on a Theme of Paganini, Op.43.
William Kapell (piano)
NBC Symphony Orchestra, Vladimir Golschmann
Boston Symphony Orchestra, Serge Koussevitzky
Chicago Symphony Orchestra, Fritz Reiner
RCA Red Seal 74321 84595-2
(1946, 1949, 1950, 1951, 1952, 1953)


Internet




Serge Koussevitzky
Bach Cantatas Website / allmusic / The Koussevitzky Music Foundations / Classical Net / Wikipedia