29/04/2013

Poetas #6: Aloysius Bertrand (1807-1841)

Aloysius Bertrand teve uma produção poética escassa, não tendo sido, contudo, um poeta de uma obra só, ao contrário do que muitos poderiam pensar. Ficou para a história, no entanto, como o autor do poema em prosa Gaspard de la nuit, fantaisie à la manière de Rembrandt et de Callot, tendo toda a sua restante poesia ficado votada ao esquecimento.
A sua obra mais representativa deu origem, por sua vez, a uma das mais importantes peças do repertório para piano, da autoria do compositor francês Maurice Ravel (1875-1937), e que levou o nome do poema: Gaspard de la nuit. Para a sua composição ("de longa gestação", segundo palavras do próprio Ravel) escolheu 3 dos 65 poemas em prosa da obra de Bertrand: Ondine, Le Gibet e Scarbo, sendo que esta última peça se tornou particularmente notada pela dificuldades técnicas que apresenta aos intérpretes (nem todos tendo sido bem sucedidos, bien sûr...).

Aloysius  Bertrand morreu há 172 anos, no dia 29 de Abril de 1841.


CDs


Maurice Ravel
Piano Concerto for the Left Hand. Gaspard de la Nuit.
Andrei Gavrilov (piano)
London Symphony Orchestra
Simon Rattle
EMI 7 69026-2

Maurice Ravel
The Complete Solo Piano Music.
Steven Osborne (piano)
Hyperion CDA67731/2
(2010)

Maurice Ravel
Pavane poue une infante défunte. Miroirs. Gaspard de la nuit.
Anna Vinnitskaya (piano)
Naïve V5284

Robert Schumann
Fantasiestucke, Op.12.
Maurice Ravel
Sonatine. Gaspard de la Nuit.
Martha Argerich (piano)
EMI 5 57101-2
(1978, 1979)

Elliott Carter
Night Fantasies. Two Diversions. 90+.
Maurice Ravel
Gaspard de la nuit.
Pierre-Laurent Aimard (piano)
Warner Classics 2564 62160-2
(2005)

Frédéric Chopin
Four Scherzos. Nocturnes - No.5, Op.15 No.2; No.19, Op.72 No.1;
No.20 in C sharp minor, Op.posth.
Franz Liszt
Six Chants polonais, S480 - No.1, Mädchens Wuunsch; No.5, Meine Freuden (after Chopin).
En rêve, S207.
Maurice Ravel
Gaspard de la nuit.
Benjamin Grosvenor (piano)
Decca 478 3206
(2011)

Ludwig van Beethoven
Piano Sonatas - No.4 in E flat major, Op.7; No.12 in A flat major, Op.26.
Claude Debussy
Images, Set 1 - Hommage à Rameau.
Maurice Ravel
Gaspard de la nuit.
Arturo Benedetti Michelangeli (piano)
BBC Legends BBCL4064-2
(1959, 1982)

Friedrich Gulda - The Early RIAS Recordings.
Ludwig van Beethoven
Sonatas - G major, Op.14 No.2; E major, Op.109. Eroica Variations in E flat major, Op.35.
32 Variations in C minor, WoO 80.
Claude Debussy
Suite: Pour le Piano. Estampes. Images - 2ème Livre. Preludes - 1er Livre. Suite Bergamasque.
Maurice Ravel
Gaspard de la nuit.
Frédéric Chopin
24 Préludes, Op.28. Nocturne in C minor, Op.48 No.1. Barcarolle in F sharp major, Op.60.
Sergei Prokofiev
Piano Sonata No.7 in B flat major, Op.60.
Wolfgang Amadeus Mozart
Piano Concerto No.24 in C minor, K491.
Friedrich Gulda (piano)
RIAS Symphony Orchestra
Igor Markevitch
Audite Aud21.404
(1950-1959)


SACD


Mili Balakirev
Islamey.
Modest Mussorgsky
Pictures at na Exhibition.
Maurice Ravel
Gaspard de la nuit.
Freddy Kempf (piano)
BIS BIS-SACD1580
(2006)


Internet




Aloysius Bertrand

Gaspard de la nuit

21/04/2013

Sinfonias #45: Sinfonia Nº1, de Sergei Prokofiev

A primeira experiência do compositor russo Sergei Prokofiev (1891-1953) na música sinfónica ocorreu em plena 1ª Grande Guerra, tendo composto a sua 1º Sinfonia entre 1916 e 1917. Prokofiev tinha uma sólida formação musical, tendo estudado, nomeadamente, com Reinhold Glière (1875-1956), Anatoly Lyadov (1855-1914) e Nikolai Rimsky-Korsakov (1844-1908), e esta sua estreia no género teve um êxito assinalável, tanto na Rússia como fora dela.

O nome dado a esta sinfonia pelo próprio compositor, "Clássica", é uma das várias curiosidades que a rodeiam: é que Prokofiev foi um inovador na cena musical russa (e internacional), sendo geralmente reconhecido como um vanguardista, pelo que a estrutura e desenvolvimentos clássicos desta sua primeira sinfonia são de certo modo surpreendentes.

A estreia da Sinfonia Nº1 de Sergei Prokofiev ocorreu há 95 anos, no dia 21 de Abril de 1918.


CDs


Sergei Prokofiev
The Complete Symphonies.
London Symphony Orchestra
Valery Gergiev
Philips 475 7655
(2004)

Sergei Prokofiev
Symphonies - No.1 in D major "Classical", Op.25; No.3 in C minor, Op.44.
Philadelphia Orchestra
Riccardo Muti
Philips 432 992-2

Sergei Prokofiev
Symphonies - No.1 in D major,'Classical', Op.25; No.5 in B flat major, Op.100;
No.6 in E flat major, Op.111.
Paris Conservatoire Orchestra
Suisse Romande Orchestra
Ernest Ansermet
Decca Eloquence 480 0834
(1951, 1953, 1961, 1964)


Internet



Sergei Prokofiev

07/04/2013

Obras Vocais #10: Paixão Segundo São João, de Bach

O compositor alemão Johann Sebastian Bach (1685-1750) é aquele que normalmente tem direito ao maior número de páginas em qualquer livro dedicado à (grande) música. Tal justifica-se, por um lado, pela apreciável quantidade de obras que compôs e, por outro, pela importância que teve na história da música. Há muito boa gente que o considera o maior compositor de todos os tempos, e não sou eu aqui que vou contrariar tais considerandos.

Sabe-se que Bach terá composto entre 3 a 5 paixões, mas apenas duas sobreviveram: a Paixão Segundo São João e a Paixão Segundo São Mateus. A primeira delas foi escrita em 1724 para a Sexta-feira Santa, pelo que a sua estreia ocorreu no dia 7 de Abril desse ano (pode confirmar aqui, tal como eu fiz, que esse dia calhou mesmo a uma Sexta...), passam hoje 289 anos. Não há aquilo a que se pode chamar uma versão definitiva desta obra, que terá sido interpretada umas 4 vezes em vida do compositor, sempre em versões diferentes. Fica à escolha de cada um em qual das versões pegar, sendo que a original continua a ser a mais popular.


CDs


Johann Sebastian Bach
St John Passion, BWV245.
Gerd Türk, Makoto Sakurada (tenores), Chiyuki Urano, Peter Kooij (baixos),
Ingrid Schmidthüsen, Yoshie Hida (sopranos), Yoshikazu Mera (contratenor)
Bach Collegium Japan
Masaaki Suzuki
BIS BIS-CD921/2
(1998)

Johann Sebastian Bach
St John Passion, BWV245 (1725 score).
Ruth Holton (soprano), Bogna Bartosz (alto), Markus Brutscher (tenor),
Thomas Laske (barítono), Tom Sol (baixo)
Cologne Chamber Choir
Collegium Cartusianum
Peter Neumann
Dabringhaus und Grimm MDG332 0983-2

Johann Sebastian Bach
St John Passion, BWV245.
Julian Prégardien, Michael Feyfar (tenores), Benoît Arnould (barítono), Salomé Haller,
Tanya Aspelmeier (sopranos), Julien Freymuth, Pascal Bertin (contratenores),
Dominik Wörner (baixo-barítono)
La Chapelle Rhénane
Benoît Haller
Zig Zag Territories ZZT100301/2
(2008)

Johann Sebastian Bach
St John Passion, BWV245.
Mark Padmore (tenor), Hanno Müller-Brachmann, Peter Harvey (baixos),
Joanne Lunn, Katherine Fuge (sopranos), Bernarda Fink (contralto)
Monteverdi Choir
English Baroque Soloists
John Eliot Gardiner
Soli Deo Gloria SDG721
(2003)

Johann Sebastian Bach
St John Passion, BWV245 (1749 version).
Hans Jörg Mammel, G. Poplutz (tenores), Markus Flaig, W. M. Friedrich (baixos),
Sabine Goetz, Amaryllis Dieltiens (sopranos), Elisabeth Popien (contralto),
Alexander Schneider (contratenor)
Cantus Cölln
Konrad Junghänel
Accent ACC24251
(2011)


Internet



Johann Sebastian Bach