13/04/2014

Escritores #7: Samuel Beckett (1906-1989)

Um pouco à imagem do país, continuamos por aqui algo minimalistas, desta vez às voltas com a música do compositor norte-americano Philip Glass (1937-). E porque ele compôs obras para várias peças do poeta, romancista e dramaturgo irlandês Samuel Beckett, nascido no dia 13 de Abril de 1906, passam hoje 108 anos.

O primeiro encontro entre eles ocorreu em meados da década de 1960, quando Glass compôs a música para a peça Play, que tinha sido primeiro levada à cena no dia 14 de Junho de 1963, na Alemanha. Na década de 1970 a parceria prosseguiu, com Glass a musicar várias peças de Beckett (The Lost Ones, Cascando, Mercier and Camier). A primeira metade da década de 1980 assistiu a novos projectos, com Glass a providenciar a música para duas obras importantes de Beckett: Company (1983) e Endgame (1984).

Se a produção da segunda esteve longe de agradar ao escritor, já o caso de Company foi diferente, com Beckett a aprovar a música de Glass, para quarteto de cordas, que iria ser interpretada nos intervalos da peça. Company acabaria por ser editada como o Quarteto de Cordas Nº2 de Philip Glass, com o título de... Company, obviamente...

Além do carácter minimalista da música de Michael Nyman (1944-) e de Philip Glass, há ainda um outro ponto de contacto entre este e o anterior texto que publiquei: o documentário que incluo mais abaixo (embora apenas a 1ª parte) sobre Glass foi realizado por Peter Greenaway (1942-).


CD



Philip Glass
String Quartets 1-4.
Carducci String Quartet
Naxos 8.559636
(2008)


Internet



Samuel Beckett
The Samuel Beckett On-Line Resources and Links Pages / Nobel Prizes and Laureates / Wikipedia

Philip Glass
Official Website / Wikipedia

Sem comentários:

Enviar um comentário