03/07/2016

Maestros #69: Karel Ancerl (1908-1973)


Ora aqui está um óptimo dia para celebrar a música checa: por um lado, assinalamos os 43 anos passados sobre o falecimento de Karel Ancerl e, por outro, não nos esquecemos do 162º aniversário de Leos Janácek (1854-1928). Ambos checos, naturalmente, e dois grandes símbolos da música daquele país, um como maestro e o outro como compositor.

Fortuna nossa também que Ancerl tenha sido um exímio intérprete da música dos seus compatriotas, nomeadamente Antonín Dvorák (1841-1904), Bohuslav Martinu (1890-1959) e Bedrich Smetana (1824-1884), não esquecendo o referido Janácek. Por último, mas igualmente relevante, deu-se o caso de Ancerl ter gravado maioritariamente para a Supraphon, uma editora... checa.

Dificilmente, portanto, poderia por aqui mostrar algo mais checo do que aquilo que se segue: uma obra de Janácek, com Ancerl a dirigir a Orquesta Filarmónica Checa, numa gravação efectuada para a Supraphon.


CD



Leos Janácek
Glagolitic Mass. Taras Bulba.
Eduard Haken (baixo), Vera Soukupová (contralto), Jaroslav Vodrázka (órgão),
Libuse Domanínská (soprano), Beno Blachut (tenor)
Prague Philharmonic Chorus
Czech Philharmonic Orchestra
Karel Ancerl
Supraphon SU3667-2
(1961, 1963)


Internet



Karel Ancerl
Karel Ancerl / Naxos / Wikipedia

Sem comentários:

Enviar um comentário