24/07/2016

Violinistas #15: Ruggiero Ricci (1918-2012)

Da primeira (e única) vez que aqui trouxe o violinista norte-americano Ruggiero Ricci, ele veio excelentemente acompanhado pelo violinista Julius Katchen (1926-1969) e pelo maestro Ernest Ansermet (1883-1969).

Desta vez ele será a principal estrela convidada, no dia em que se assinala o 98º aniversário do seu nascimento, para nos dar o prazer de o ouvir tocar, entre outras peças, os Caprices de Niccolò Paganini (1782-1840), uma das suas especialidades: Ricci foi mesmo o primeiro violinista a gravar integralmente os 24 Caprices deste compositor italiano (na sua forma original).

A ligação a Paganini e aos seus Caprices ficou ainda mais reforçada pelo facto de Ricci ter tido mais do que uma oportunidade para os interpretar utilizando um dos violinos do próprio compositor, o famoso Guarneri Il Cannone Guarnerius.


Internet




Ruggiero Ricci
Official Site / Gramophone / Wikipedia

10/07/2016

Sopranos #22: Juliane Banse (1969-)

A 3ª edição do Festival Internacional de Música de Marvão decorrerá entre os dias 22 e 31 deste mês, com um muito interessante programa que pode ser consultado aqui. Um dos participantes será o soprano alemão Juliane Banse que, por uma coincidência notável, faz anos hoje.

Uma das especialidades de Banse tem sido a obra do compositor austríaco Gustav Mahler (1860-1911), em particular a Sinfonia nº4, que já gravou com alguns dos maiores maestros: Pierre Boulez (1925-2016), Giuseppe Sinopoli (1946-2001) e Claudio Abbado (1933-2014).

Uma vez que o aniversário do nascimento de Mahler teve lugar há poucos dias (nasceu no dia 7 de Julho de 1860), faz todo o sentido trazer aqui Banse e a Sinfonia Nº4 de Mahler: além de um duplo aniversário ainda chamamos a atenção para um importante festival de música que vai decorrer em Portugal.


CDs



Gustav Mahler
Symphony No.4 in G major.
Juliane Banse (soprano)
Dresden Staatskapelle
Giuseppe Sinopoli
Profil PH07047

Gustav Mahler
Symphony No.4 in G major.
Juliane Banse (soprano)
Cleveland Orchestra
Pierre Boulez
Deutsche Grammophon 463 257-2


Internet



Juliane Banse
Juliane Banse / Bach Cantatas Website / Wikipedia

03/07/2016

Maestros #69: Karel Ancerl (1908-1973)


Ora aqui está um óptimo dia para celebrar a música checa: por um lado, assinalamos os 43 anos passados sobre o falecimento de Karel Ancerl e, por outro, não nos esquecemos do 162º aniversário de Leos Janácek (1854-1928). Ambos checos, naturalmente, e dois grandes símbolos da música daquele país, um como maestro e o outro como compositor.

Fortuna nossa também que Ancerl tenha sido um exímio intérprete da música dos seus compatriotas, nomeadamente Antonín Dvorák (1841-1904), Bohuslav Martinu (1890-1959) e Bedrich Smetana (1824-1884), não esquecendo o referido Janácek. Por último, mas igualmente relevante, deu-se o caso de Ancerl ter gravado maioritariamente para a Supraphon, uma editora... checa.

Dificilmente, portanto, poderia por aqui mostrar algo mais checo do que aquilo que se segue: uma obra de Janácek, com Ancerl a dirigir a Orquesta Filarmónica Checa, numa gravação efectuada para a Supraphon.


CD



Leos Janácek
Glagolitic Mass. Taras Bulba.
Eduard Haken (baixo), Vera Soukupová (contralto), Jaroslav Vodrázka (órgão),
Libuse Domanínská (soprano), Beno Blachut (tenor)
Prague Philharmonic Chorus
Czech Philharmonic Orchestra
Karel Ancerl
Supraphon SU3667-2
(1961, 1963)


Internet



Karel Ancerl
Karel Ancerl / Naxos / Wikipedia